domingo, 31 de julho de 2016

Jorge do Rosário é confirmado pré-candidato a vice-prefeito na chapa de Tião.


Aconteceu na tarde deste sábado (30) a convenção do PR/PSL na escola estadual Manoel João, Alto de São Manoel. O evento confirmou a pré-candidatura de Jorge do Rosário (PR) a vice-prefeito de Mossoró na chapa de Tião Couto (PSDB) e também as pré-candidaturas a vereador pelo partido da república (PR) e Partido Social Liberal (PSL). A opção pela escola Manoel João para a realização do encontro político não foi aleatória. Jorge do Rosário tem uma história junto àquela instituição, foi aluno e sua mãe trabalhou lá como merendeira. 
Em seu discurso Jorge relembrou a infância pobre e as dificuldades que viveu até se transformar em um dos empresários mais importantes da construção civil em Mossoró. Ele frisou que tem uma história de vida muito parecida com a de Tião, uma história de luta e superação, “Temos a nossa história de superação como garantia de que nosso projeto vai tirar Mossoró dessa situação de caos”, disse. Jorge do Rosário também criticou os políticos de carreira, disse que eles só pensam em eleição e por isso esquecem das necessidades do povo e da cidade.  “Estamos enfrentando grandes estruturas, pessoas que já tiveram a oportunidade de tirar Mossoró dessa situação e não fizeram, nós somos diferentes, somos novos na política mas temos experiência de gestão, nós sabemos como fazer”, afirmou.
Participaram também da convenção o presidente do diretório municipal do PR, Marcelo Rosado, o presidente do diretório municipal e pré-candidato a vereador pelo PSL, Ivar Schmidt e o pré-candidato a prefeito de Mossoró Tião Couto.         

--
Allan Erick I Jornalista 
Assessoria de Imprensa

Postado em  30/07/2016 - 14:34

PMDB oficializa candidatura de Marta Suplicy à prefeitura de SP

Agência Brasil
O PMDB confirmou hoje (30) a escolha da ex-prefeita e senadora Marta Suplicy como candidata do partido à prefeitura de São Paulo. A chapa será composta também por Andrea Matarazzo, candidato a vice-prefeito pelo PSD. A convenção que oficializou a chapa ocorreu na quadra da Escola de Samba Rosas de Ouro, na zona norte da capital paulista.
Em discurso, Marta Suplicy disse que cometeu erros e acertos em sua trajetória e agora está mais preparada para administrar a cidade. Marta foi prefeita de São Paulo de 2001 a 2004. A candidata relembrou a saída do PT, no ano passado, e como foi recebida pelo PMDB. “Não posso deixar de registrar o quanto sou grata pela oportunidade de estar aqui falando para todos sobre um projeto que não é apenas meu, não é do PMDB, não é do PSD. Não é da Marta, nem do Andrea. É de cada um. É de cada canto desta cidade desigual e fascinante”.
Segundo Marta, ela e o companheiro de chapa tem como ponto fundamental a paixão por São Paulo e o desejo de melhorar a cidade. “Tenho certeza de que a união entre PSD e PMDB, oficializada neste ato, tem a grandeza da nossa cidade e no nosso país. São Paulo precisa de coragem para mudar. São Paulo precisa ser menos desigual e mais tolerante. Precisa deixar de ser uma adversária para os paulistanos para ser sua amiga. Precisa deixar de ser tão árida para ser mais acolhedora. Precisa de gestão”.
Matarazzo reforçou que a ideia é reduzir as desigualdades na cidade. “Significa não apenas formar chapa para a eleição e sim reunir pessoas de bem que querem o bem para nossa cidade e que têm ideias novas, mas que trazem experiência. Um dos objetivos da Prefeitura deve ser reduzir as desigualdades da cidade”.
Disputa
Seis partidos já escolheram os candidatos para disputa municipal.
O PRB escolheu o deputado federal Celso Russomanno. O atual prefeito, Fernando Haddad, concorre à reeleição pelo PT, tendo como companheiro de chapa o ex-secretário de Educação do município, Gabriel Chalita.
O PSDB confirmou o empresário João Doria e o deputado federal Bruno Covas como candidatos a prefeito e vice-prefeito.
Pelo PSOL, a deputada federal e ex-prefeita de São Paulo Luiza Erundina concorre à prefeitura, tendo como candidato a vice-prefeito o também deputado federal Ivan Valente.
O candidato da Rede Sustentabilidade é o vereador Ricardo Young. A ativista Carlota Mingolla completa a chapa, concorrendo ao cargo de vice-prefeita.
Pelo Solidariedade (SD), o candidato é o deputado federal Major Olímpio. O candidato a vice-prefeito é David Martins, presidente estadual do partido e dirigente da Força Sindical.

  • Política

A convenção reuniu cerca de 250 pessoas, segundo estimativa do PCdoB.
A convenção reuniu cerca de 250 pessoas, segundo estimativa do PCdoB.

PCdoB e PT realizam convenção eleitoral em Mossoró

O Comitê Municipal do Partido Comunista do Brasil de Mossoró (PCdoB Mossoró) e o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), que formam a Frente Mossoró Tem Jeito, realizaram hoje a Convenção Eleitoral unificada. O evento aconteceu na Escola de Artes.
Durante o encontro, foi ratificada a coligação entre os dois partidos para disputar a majoritária, que tem o presidente do Comitê Municipal do PCdoB, Gutemberg Dias, como pré-candidato a prefeito, e a integrante da Juventude do PT, Rayane Andrade, como pré-candidata a vice-prefeita.
“É um momento de muita alegria para todos da militância do PCdoB e do PT. Essa pré-candidatura majoritária se apresenta como uma alternativa real à política tradicional dessa cidade, na certeza que podemos acreditar que Mossoró tem jeito”, declarou Gutemberg Dias.
No que se refere à disputa proporcional, na convenção o PCdoB e o PT anunciaram 18 nomes que irão concorrer ao Legislativo.
 Na ocasião, os membros do Partido Comunista também delegaram ao Comitê Municipal poderes para estabelecer alianças políticas.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

  • Destaques

983708-05112015-dsc_3043

Laudo da PF diz que Lula e Marisa Letícia orientaram reforma de cozinha de sítio

A Polícia Federal (PF) enviou hoje (28) ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, laudo no qual afirma que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ex-primeira dama Marisa Letícia orientaram as reformas realizadas no Sítio Santa Barbara, em Atibaia (SP).
O imóvel é frequentado pela família do ex-presidente e alvo das investigações da Operação Lava Jato, que apura a suspeita de que as obras foram pagas pela construtora OAS, que é investigada na operação.
Segundo os investigadores, as reformas começaram após a compra da propriedade pelos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, quando” foram elaborados os primeiros desenhos arquitetônicos para acomodar as necessidades da família do ex-presidente”. De acordo com a PF, a execução das obras foi coordenada por um arquiteto da OAS, “com conhecimento do presidente da OAS, Léo Pinheiro”.
No laudo, os peritos citam as obras que foram realizadas, entre elas a de uma cozinha avaliada em R$ 252 mil. A estimativa é de que tenham sido gastos R$ 1,7 milhão, somando a compra do sítio (R$ 1,1 milhão) com a reforma (R$ 544,8 mil).
“Os peritos apontam para evidencias substanciais que a Cozinha Gourmet foi reformada e instalada entre o período aproximado de março a junho de 2014, tendo sido acompanhada por arquiteto da OAS, sob comando de Léo Pinheiro [ex-presidente da empreiteira] e, segundo consta nas comunicações do arquiteto da Construtora, com orientação do ex-presidente Lula e sua esposa”, diz trecho do laudo.
Em nota, o Instituto Lula negou mais uma vez que o ex-presidente seja proprietário do sítio. “O ex-presidente sempre agiu dentro da lei antes, durante e depois da Presidência da República, por isso é reconhecido em pesquisas como o melhor presidente da história do Brasil”, diz o comunicado.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

28/07/2016 06h33 - Atualizado em 28/07/2016 06h58

Papa Francisco cai durante missa na Cracóvia, na Polônia

Ele participava de cerimônia no santuário de Jasna Góra, em Czestochowa.
Aparentemente, o pontífice não se machucou e continuou a celebração.

Do G1, em São Paulo
Papa Francisco caiu durante missa na Cracóvia, na Polônia, nesta quinta-feira (28)  (Foto: Gregorio Borgia/AP)Papa Francisco caiu durante missa na Cracóvia, na Polônia, nesta quinta-feira (28) (Foto: Gregorio Borgia/AP)
O Papa Francisco caiu durante uma missa na Cracóvia, na Polônia, nesta quinta-feira (28), segundo a Associated Press. Ele foi socorrido por padres e bispos que participavam da cerimônia no santuário de Jasna Góra, em Czestochowa. Aparentemente, ele não se machucou e continuou a celebração.
Francisco chegou nesta quarta-feira (27/07) à Polônia. Ele ficará na cidade polonesa até o próximo domingo para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2016.
saiba mais
Em seu primeiro ato, que aconteceu na quarta-feira (27), ele foi ao Castelo Real para uma reunião com o presidente polonês, Andrzej Duda.
Ele pediu ao governo do país para se mostrar disposto a receber "aqueles que fogem da guerra e da fome", no seu primeiro discurso em Cracóvia, perante autoridades polonesas, no Castelo Real de Wawel.
Durante o voo até a Cracóvia, o pontífice disse que a série de ataques recentes, incluindo o assassinato de um padre na França, é a prova de que o "mundo está em guerra". No entanto, ele destacou que culpar a religião por isso não é responsável, segundo a Reuters.
            
Para o pontífice, os conflitos são motivados pela disputa pela dominação de povos e por interesses econômicos. As declarações foram dadas a bordo de um avião que o levará à Polônia.
Papa Francisco recebeu ajuda de bispos e padres para se levantar após cair durante missa (Foto: Gregorio Borgia/AP)Papa Francisco recebeu ajuda de bispos e padres para se levantar após cair durante missa (Foto: Gregorio Borgia/AP)
 

Deputado George Soares confirma presença na convenção do PR em Serra do Mel, dia 30


O deputado estadual George Soares confirmou presença na convenção partidária, que homologará as candidaturas do ex-prefeito Josivan Bibiano (PR) e do Presidente da Câmara Vandré Veras (PSDB), a prefeito e vice-prefeito do município de Serra do Mel.
O evento será no próximo sábado, as 16 horas, na Câmara Municipal de Serra do Mel
 http://asmoabetes.blogspot.com.br/




ENCONTRO DO PR...

 

O Partido da República (PR) reuniu na noite desta quarta-feira (27) toda a sua nominada de pré-candidatos à câmara municipal para organizar e planejar a convenção da legenda. O evento vai acontecer no próximo sábado, 30 de julho, a partir das 12h na Escola Estadual Manoel João, alto de São Manoel. Omar Nogueira, Geruza, Benjamim Machado, Ledimar, Alisson, Ozaniel, Francimar, Josimar Caraúbas, Sargento Geraldo, Wesley e Narcisio Silva conversaram sobre a convenção e discutiram estratégias da sigla para a próxima legislatura. Jorge do Rosário, filiado ao PR e apontado como vice na composição da chapa majoritária com Tião Couto (PSDB), esteve presente no encontro, “A poucos dias da convenção o PR mostra força e união. Isso certamente vai render frutos para uma Mossoró Melhor”, avaliou. Pré-candidato a prefeito de Mossoró, Tião Couto também prestigiou a reunião político-partidária. O clima era de otimismo. 
Anexo: Reunião do PR. (Allan Phablo)

Pais protestam contra exoneração de diretora do Felício de Moura

Foto: Cedida
Os pais dos alunos da Escola Municipal Joaquim Felício de Moura, localizada no bairro Bom Jardim (zona norte), realizaram um protesto na tarde desta terça-feira (26) contra a exoneração da diretora da escola, que foi dispensada de suas funções na última sexta-feira (22). Segundo eles, Jailma Soares da Costa foi a melhor diretora que instituição já teve nos últimos anos, e não existe motivo aparente para a sua demissão.
O protesto aconteceu na frente da unidade e contou com a participação de um número significativo de pais e responsáveis dos estudantes. De acordo com as informações repassadas por Dilma dos Santos, mãe de um dos estudantes, o Município está errando bastante em demitir uma diretora tão atuante e produtiva quanto a atual.
“Muitos diretores já passaram pelo Felício de Moura, mas nenhum tinha feito tanta coisa boa pela escola quanto a diretora atual. Ela conseguiu colocar moral no colégio, que era conhecido pela bagunça e por alunos indisciplinados. É um erro absurdo tirar uma diretora que, em pouco mais de um ano, transformou o Felício de Moura numa escola boa”, disse Dilma dos Santos.
A mãe do estudante disse ainda que a notícia da exoneração da diretora pegou todos, alunos e professores, de surpresa, e acredita que a saída dela tenha alguma relação com perseguição política. “É bem difícil entender o motivo dessa demissão, por isso, nós conseguimos reunir um número muito grande de pessoas que são contra a decisão para protestar. Não duvido que tenha alguma relação com política”, disse.
O JORNAL DE FATO entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer para saber qual motivação levou à exoneração da diretora da escola. A Secretaria nega qualquer motivo político e afirma que existem justificativas pertinentes para a exoneração da funcionária, mas que não pode expô-las.
“Para poder ter acesso às justificativas usadas para a exoneração da funcionária, é preciso que seja encaminhado um ofício para a Secretaria de Administração, pedindo a discriminação dos motivos que levaram à demissão da diretora da escola”, informou a assessoria da Secretaria de Educação.
 http://www.defato.com

  • Esporte

Primeiro cidade a receber a Tocha no Rio foi Paraty. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil).
Primeiro cidade a receber a Tocha no Rio foi Paraty. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil).

Chama olímpica chega ao estado do Rio de Janeiro após percorrer o país

A chama olímpica finalmente chegou ao estado do Rio de Janeiro depois de viajar por todo o Brasil. A primeira cidade fluminense a receber a tocha foi Paraty, no sul do estado, onde o fogo foi conduzido nesta quarta-feira (27) por 14 pessoas.
Antes do percurso, os corredores receberam orientações da representante do Comitê Rio 2016 Francis Will, que acompanhou o trajeto da tocha pelo país e não continha a emoção de estar voltando a seu estado natal.
“Estamos muito animados, pois a maior parte da equipe é do Rio. Vamos aquecer o Rio para os Jogos, pois o estado está precisando dessa festividade, para receber muito bem os visitantes. A gente demora para perceber que os Jogos vão acontecer. Nós vamos fazer e bem. Queremos que seja uma grande festa e que o povo brasileiro possa curtir este momento. É a primeira Olimpíada que estamos recebendo na América do Sul”, comemorou.
O primeiro condutor a receber a tocha em Paraty foi o gerente de camping e atleta amador Domingos de Oliveira, reconhecido na cidade por ser um grande incentivador do esporte. “É uma emoção muito grande, por eu ser morador de Paraty e ter sido escolhido para carregar a tocha olímpica. É como se eu estivesse participando dos Jogos Olímpicos”, disse Domingos.
O marinheiro Gabriel de Amorim Santos, que tem deficiência de estatura, encerrou a passagem da tocha por Paraty.
“Me sinto muito honrado de representar nossos 40 mil habitantes, fora os milhões de brasileiros. A deficiência não é uma barreira para mim. É para correr atrás, praticar esportes, mostrar que a deficiência em si é um algo a mais a superar”, disse Gabriel, que trabalha em uma embarcação turística apresentando a baía de Paraty a visitantes.
Depois de Paraty, a tocha seguirá esta noite para Angra dos Reis. Antes de chegar à capital, no dia 4 de agosto, um dia antes da abertura dos Jogos, a chama terá passado por 43 cidades fluminenses e mais de 300 em todo o país, pelas mãos de 12 mil pessoas, num total de 20 mil quilômetros em terra e 10 mil milhas aéreas. (Fonte: Agência Brasil).

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Governador Dix Sept Rosado...


Assis Fernandes participa de seminário e fala aos jovens de Governador Dix Sept sobre a participação do jovem na política local. A juventude e alguns movimentos sociais (capoeira, basquete, teatro...).

Hillary Clinton será a primeira mulher a disputar a presidência dos Estados Unidos

 Hillary Clinton garantiu indicação como candidata do Partido Democrata à disputa pela Presidência dos Estados Unidos (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)
Hillary Clinton, candidata do Partido Democrata à disputa pela presidência dos EUA (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)
Em momento histórico na política da maior democracia do mundo, a ex-secretária de Estado e ex-senadora norte-americana Hillary Clinton foi confirmada nesta terça, 26, como a candidata do Partido Democrata a presidente dos EUA nas eleições deste ano.
Mulher do ex-presidente Bill Clinton, Hillary enfim conquistou a nomeação democrata depois de ter perdido para o atual presidente americano, Barack Obama, nas prévias de 2008. Agora, pela primeira vez, um dos dois grandes partidos americanos terá uma mulher na disputa pelo cargo de presidente dos EUA.
A candidatura de Hillary veio com o apoio de quase 3 mil delegados democratas na convenção do partido, realizada na Filadélfia, na costa leste dos EUA. Ela precisava dos votos de ao menos de 2.382 delegados. Agora, ela se prepara para disputar o cargo hoje ocupado por Obama contra o polêmico empresário Donald Trump, escolhido como o candidato do Partido Republicano, nas eleições de 8 de novembro.
O concorrente de Hillary no partido, o senador Bernie Sanders, estava presente ao evento e recebeu votos de mais de 1.800 delegados. Ao fim do anúncio dos votos, num ato de forte simbolismo, Sanders assumiu o microfone para abrir mão publicamente de sua candidatura e possibilitar que Hillary fosse escolhida por aclamação.
O ato de Sanders foi provavelmente a tentativa mais forte de unir um ainda dividido Partido Democrata. O clima na legenda piorou na semana passada, com o vazamento de e-mails que dão a entender que a liderança do partido trabalhou para sabotar a campanha do senador. Ontem, também na convenção, ele chegou a ser vaiado ao pedir que seus apoiadores agora endossassem Hillary, reiterando a posição que anunciou há duas semanas.
A candidata democrata espera herdar os votos conquistados pelo senador nas primárias, especialmente em Estados onde ele se saiu bem e as pesquisas apontam uma disputa apertada entre Hillary e Trump. Resta saber se ela vai abraçar bandeiras de Sanders como tornar as universidades públicas gratuitas, aumentar os impostos sobre os mais ricos e ampliar o controle sobre o setor financeiro. (Com informações da BBC Brasil e Reuters).

  • Destaques


Bernardo já comandou o Ministério das Comunicações.
Bernardo já comandou o Ministério das Comunicações.

PF pede indiciamento de Paulo Bernardo por corrupção

A Polícia Federal pediu o indiciamento do ex-ministro Paulo Bernardo pelos crimes de corrupção passiva e por integrar organização criminosa, em decorrência das investigações da Operação Custo Brasil, que apura um suposto esquema de fraude de R$ 100 milhões em contratos de empréstimos consignados no âmbito do Ministério do Planejamento entre 2010 e 2015.
O pedido de indiciamento foi encaminhado ao Ministério Público, que vai analisar se denúncia o ex-ministro. Além do Ministério do Planejamento, Bernardo já comandou o Ministério das Comunicações.
No dia 23 de junho, Paulo Bernardo foi preso por suspeita de ter recebido R$ 7,1 milhões de propina em um esquema envolvendo uma empresa de software, a Consist, que administrava contratos de crédito consignado para funcionários públicos. De acordo com as investigações, agentes públicos e políticos recebiam pagamentos ilegais a partir do contrato feito com a empresa.
Os serviços da empresa eram custeados por uma cobrança de cerca de R$ 1 de cada um dos funcionários públicos que aderiam a essa modalidade de crédito. O inquérito aponta que, desse montante, 70% era desviado para empresas de fachada. A partir dos contratos falsos, os recursos chegavam aos destinatários finais, entre eles o ex-ministro. Segundo o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal, Bernardo teve despesas pessoais e de campanhas eleitorais pagas pelo esquema de corrupção.
A prisão foi revogada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli no dia 29 de junho.
Defesa
Em nota, a advogada de Paulo Bernardo, Verônica Abdalla Sterman, afirmou que ex-ministro não participou ou teve “qualquer ingerência na celebração ou manutenção do acordo de cooperação técnica celebrado autonomamente entre a Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e as associações de Bancos e Previdência (ABBC e SINAPP). A defesa também reiterou que Bernardo não recebeu qualquer quantia da Consist, direta ou indiretamente.

Hillary faz discurso surpresa e destaca dia histórico para as mulheres

'Pode ser que me torne a 1ª presidente dos EUA', afirmou Hillary no telão.
'A próxima pode ser você', disse a candidata democrata em vídeo ao vivo.

Da EFE
A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, discursou nesta terça-feira (26) por breves segundos na convenção de seu partido na Filadélfia, por meio de uma conexão de vídeo a partir de Nova York, para exaltar as mulheres.
"Pode ser que me torne a primeira presidente dos EUA", afirmou Hillary dirigindo-se às mulheres que a estavam escutando naquele momento. "Mas a próxima pode ser você".
Oficialmente, a ex-secretária de Estado deve participar pessoalmente e discursar para aceitar oficialmente a nomeação do partido democrata para concorrer à Casa Branca apenas nesta quinta-feira (28), no último dia da convenção nacional, mas Hillary apareceu em vídeo ao vivo no telão da convenção.
A mensagem surpreendeu aos delegados que participavam da convenção democrata e acompanhavam ao vivo uma apresentação da cantora Alicia Keys. Em meio aos acordes de "Girl on fire", os telões exibiram imagens dos 45 presidentes dos EUA e, quando os delegados exaltavam Barack Obama, Hillary surgiu em vídeo cercada por crianças.
"Que incrível honra vocês que deram!", disse a ex-secretária de Estado americano no governo Obama - e agora candidata à presidência -, que agradeceu a "todos os que lutaram tanto para que isto fosse possível".
Democratic Presidential nominee Hillary Clinton speaks to the convention via satellite during the Democratic National Convention in Philadelphia, Pennsylvania, U.S. July 26, 2016. (Foto: Lucy Nicholson/Reuters)Hillary fez discurso surpresa por telão  (Foto: Lucy Nicholson / Reuters)
Marido e ex-presidente
Em seu discurso, o ex-presidente americano - e marido de Hillary - Bill Clinton enviou uma mensagem a latinos e muçulmanos, alvos frequentes dos ataques do candidato republicano, Donald Trump, para que ajudem a candidata democrata a ganhar a eleição de novembro. "Hillary nos fará mais fortes juntos".
Ele lembreou que se tornará o primeiro "primeiro-cavalheiro" dos EUA caso Hillary vença a corrida à Casa Branca.
A última parte do discurso de Clinton foi um tratado a favor da integração, em contraste com a mensagem habitual de Trump. "Se você é muçulmano e ama os EUA e a liberdade - e odeia o terror -, fique aqui e nos ajude a ganhar [a eleição]", afirmou o ex-presidente, que também defendeu a aprovação de uma reforma migratória no país.
Clinton também questionou os presentes sobre as diferenças entre a imagem de Hillary apresentada pelos democratas e pelos republicanos. "Uma é real, a outra é inventada", disse entre risos o ex-presidente, que acusou os rivais de terem criado uma "caricatura" de sua esposa para concorrer contra ela em vez de enfrentar a "real".
Bernie Sanders.
Bernie Sanders, representando o estado de Vermont, abriu mão da sua candidatura e apresentou a moção de declaração de Hillary como candidata oficial do partido.
"Apresento a moção de suspender as regras (...), a moção de que Hillary Clinton seja escolhida como a indicada pelo Partido Democrata para presidente dos EUA", disse.
Em meio a uma ovação ensurdecedora, a responsável pela condução da sessão fez uma rápida consulta com os delegados e a moção de Sanders foi aprovada por aclamação.
Quase imediatamente, Hillary publicou na sua conta de Twitter uma foto dela mesma durante um ato de campanha, agradecendo aos delegados pela histórica jornada.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Padre é morto após ser feito refém em igreja da Normandia, na França

Dois homens armados com facas invadiram igreja durante uma missa.
Três reféns ficaram feridos; dupla foi morta pela polícia.

Do G1, em São Paulo
Dois homens armados com facas fizeram reféns um padre, duas freiras e dois fiéis em uma igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, na região da Normandia, no norte da França, na manhã desta terça-feira (26). O padre de 84 anos foi morto. Outros três reféns ficaram gravemente feridos - um em estado grave.
  •  
Reféns em igreja
De acordo com o jornal francês "Le Figaro", os dois homens armados entraram na igreja durante uma missa. Fontes policiais informaram que pelo menos um deles usava barba e espécie de gorro de lã utilizado por muçulmanos. O motivo da invasão não está esclarecido.

Agentes do corpo de elite da Brigada de Investigação e Intervenção (BRI) da polícia local cercaram o imóvel e tentaram negociar com a dupla. O cerco só acabou após 40 minutos quando agentes de segurança mataram os  criminosos. Jacques Hamel trabalhava nessa igreja há cerca de 20 anos.
O presidente francês, François Hollande, e ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, foram até o local.
O Vaticano condenou o "bárbaro assassinato" do padre. O ato se torna ainda mais odioso na avaliação da Santa Sé por ter ocorrido em um local sagrado, segundo a Reuters.
O ato é o mais recente em uma série de ataques mortais na Europa. Na França, o ataque acontece 12 dias após um tunisiano matar 84 pessoas com um caminhão em Nice, em ataque reivindicado pelo Estado Islâmico.
Dois homens fizeram reféns em uma igreja Saint Etienne du Rouvray, na região da Normandia,  no norte da França, na manhã desta terça. Um padre morreu (Foto: Charly Triballeau / AFP)Dois homens fizeram reféns em uma igreja Saint Etienne du Rouvray, na região da Normandia, no norte da França, na manhã desta terça. Um padre morreu (Foto: Charly Triballeau / AFP)

segunda-feira, 25 de julho de 2016

25/07/2016 06h01 - Atualizado em 25/07/2016 06h01

Último suspeito de terrorismo preso deve ser levado a presídio federal

Mecânico Leonid El Kadre de Melo foi encontrado em Comodoro, MT.
Ele se junta a outros 11 presos pela PF que estão em Campo Grande, MS.

Do G1, em São Paulo
O mecânico Leonid El Kadre de Melo, último foragido da "Operação Hashtag" preso neste domingo (24) em Comodoro, a 656 km de Cuiabá, em Mato Grosso, deve ser levado para o presídio federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. No local, já estão as outras 11 pessoas suspeitas de planejar ataques terroristas na Olimpíada do Rio de Janeiro.

Leonid foi preso pela Polícia Militar por volta das 19h30 na rodoviária de Comodoro após ser reconhecido por conta das fotos divulgadas pela imprensa. Uma denúncia dizia que um homem estava tentando comprar uma passagem sem documentos. Os policiais chegaram até o local, o reconheceram e deram voz de prisão. Ele foi levado para a delegacia para prestar depoimento.

Na sexta-feira (2), o penúltimo foragido, Valdir Pereira da Rocha, se entregou à Polícia Federal na cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade, a 562 km de Cuiabá. Todos os presos na ação estão no presídio federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. A unidade é de segurança máxima e recebe presos de alta periculosidade, como o traficante Fernandinho Beira-Mar, que está detido no local.
ESTADOS ONDE OCORRERAM PRISÕES
São Paulo 4
Rio Grande do Sul 1
Paraná 1
Rio de Janeiro 1
Paraíba 1
Ceará 1
Amazonas 1
Fonte: Assessoria do Ministério da Justiça
Operação Hashtag
A chamada "Operação Hashtag" foi lançada na semana passada pela Polícia Federal, resultando na prisão de dez pessoas em sete estados, informou o Ministério da Justiça.

Foram as primeiras prisões no Brasil com base na recente lei antiterrorismo, sancionada em março pela presidente afastada, Dilma Rousseff.
Também foram as primeiras detenções por suspeita de ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico, que atua no Oriente Médio, mas tem cometido atentados em várias partes do mundo.
Além das prisões, foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão em dez estados – São Paulo (8); Goiás (2); Amazonas (2); Rio Grande do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Paraíba, Ceará, Minas Gerais e Mato Grosso (um em cada). Houve ainda duas conduções coercitivas, em São Paulo e Minas Gerais.
'Célula amadora'
O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse, em coletiva na semana passada, que os investigados na operação não tiveram contato com membros do Estado Islâmico e que se trata de uma "célula absolutamente amadora", porque não tinha "nenhum preparo".
"Mas obviamente que não podemos – nenhuma força de segurança – ignorar isso. [...] Só o fato de começarem atos preparatórios, não seria de bom senso aguardar para ver, e o melhor era decretar a prisão deles", afirmou o ministro.
Moraes disse que o grupo mencionava a intenção de comprar um fuzil AK-47 em uma loja clandestina no Paraguai.
Segundo Moraes, os investigados na operação, batizada de Hashtag, nunca tinham se encontrado pessoalmente e eram monitorados há meses pela polícia. Eles costumavam se comunicar pela internet, por meio dos aplicativos de mensagem instantânea WhatsApp e Telegram.
Questionado sobre como foi o monitoramento dos suspeitos, já que o WhatsApp foi bloqueado mais de uma vez pela Justiça brasileira justamente por não fornecer dados para investigações, o ministro inicialmente não quis responder. Depois disse que revelar como se deu o monitoramento atrapalharia a investigação.
Detidos
"Hoje, culminou na primeira operação que teve como alvo uma suposta célula terrorista no Brasil. Foram presos 10 indivíduos", disse Alexandre de Moraes na entrevista concedida na sede do Ministério da Justiça na última semana.
O suposto chefe do grupo, informou Moraes, é de Curitiba. Um suspeito foi preso em Manaus. Outro, de 26 anos, foi detido na área rural do município gaúcho de Morro Redondo, em uma localidade chamada de Açoita Cavalo. Em São Paulo, as prisões ocorreram em Amparo, Campinas, Guarulhos e na capital.
De acordo com a Polícia Federal, o juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara da Justiça Federal do Paraná, expediu 12 mandados de prisão temporária por 30 dias, podendo ser prorrogadas por mais um mês. Moraes afirmou que os dois suspeitos ainda soltos estavam no "radar" dos policiais e que devem ser detidos em breve.
O juiz também expediu dois mandados de condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento) e 19 de busca e apreensão.
Conforme Alexandre de Moraes, um dos mandados de condução coercitiva é contra o diretor-presidente de uma ONG, para que esclareça palestras em que teria feito apologia ao Estado Islâmico.
Por "questões de segurança", Moraes disse que não daria mais detalhes sobre a instituição.
'Atos preparatórios'
Na entrevista coletiva concedida na semana passada, o ministro da Justiça também disse que os suspeitos presos nesta quinta-feira vinham sendo monitorados pela PF há alguns meses e que foram presos porque passaram dos comentários em redes sociais e mensagens de texto para "atos preparatórios" de atentados terroristas.
"Várias mensagens mostram a degradação dessas pessoas, comemorando o atentado em Orlando e em Nice, comentando o atentado anterior que ocorreu na França, postando e circulando entre eles as execuções que foram relizadas pelo Estado Islâmico", acrescentou Moraes.
"A partir do momento em que saíram daquilo que é quase uma apologia ao terrorismo para atos preparatórios, foi feita prontamente a ação do governo federal", disse o ministro na ocasião.
Sobre quais seriam os atos que o grupo estaria planejando, Alexandre de Moraes disse que "em nenhum momento eles falaram em bomba".
Segundo o ministro, "eles falavam em atirar" e, em razão disso, mencionavam a intenção de comprar um fuzil AK-47 em uma loja clandestina no Paraguai.
Moraes explicou ainda que o fato de um dos integrantes do grupo pesquisar a compra da arma pode ser considerado um dos "atos preparatórios", o que serviu de base para que os mandados de prisão fossem expedidos.
Questionado, então, sobre qual o "risco real" do grupo, respondeu: "Nós nem aguardamos [definir os locais onde o atentado ocorreria e a forma]. Você não pode aguardar isso, esperar ampliar."
O ministro afirmou que não havia, por parte do Estado Islâmico, financiamento ao grupo preso nesta quinta, somente um pedido do suposto líder para que os integrantes buscassem formas de conseguir recursos.
WhatsApp
Moraes foi questionado na entrevista sobre como foi possível monitorar as conversas do grupo por meio do WhatsApp, já que o aplicativo usa criptografia para inviabilizar o acesso às mensagens dos usuários e afirma não ter acesso ao conteúdo das mensagens trocadas (veja o vídeo acima).
Nesta semana, a Justiça Federal do Rio de Janeiro mandou bloquear o WhatsApp sob a alegação de que a empresa proprietária do aplicativo, o Facebook, se recusava a cumprir uma decisão judicial de fornecer informações para uma investigação policial.
"Qualquer mecanismo de investigação não deve ser falado numa entrevista coletiva para avisar um suposto terrorista sobre como se investiga. Esta pergunta [sobre como foi possível monitorar o WhatsApp] atrapalha não só esta como outras investigações. [...] Há a necessidade de uma regulamentação geral para que a Justiça consiga informações on-line, interceptações e dados do WhatsApp, porque isso facilitaria. Só que as investigações têm outros meios também", respondeu o ministro.
Juramento ao EI
Alexandre de Moraes informou na coletiva que alguns dos suspeitos presos nesta quinta chegaram a prestar um juramento, via internet, ao Estado Islâmico.
Essa espécie de "batismo", de acordo com o ministro, foi feito sem que eles tivessem sequer conversado pessoalmente com integrantes do grupo terrorista.
"Aparece uma gravação e a pessoa repete [o juramento]. Não existe uma interação [...] A pessoa que faz esse juramento passa a achar que faz parte do Estado Islâmico", acrescentou Moraes.

O ministro observou ainda que nenhum dos detidos viajou para fora do país para encontrar com representantes do grupo terrorista. "Até o momento, tudo que foi investigado foi o único contato que alguns deles tiveram, o batismo [...] Eles não saíram do país para nenhum contato pessoal."
'Célula amadora'
Segundo Alexandre de Moraes, é possível concluir, com base nas informações dos serviços de inteligência brasileiros, que o suposto grupo terrorista era uma "célula absolutamente amadora" do Estado Islâmico, porque não tinha "nenhum preparo".
O ministro citou como exemplo mensagens do suposto chefe do grupo de que era necessário aprender artes marciais e atirar com armas. "E mais, qualquer célula organizada não iria procurar comprar armas pela internet", ironizou o ministro.
Conforme o titular da Justiça, o grupo não tinha contato pessoal, e só se falava pelos aplicativos WhatsApp e Telegram. Além disso, quando o líder dava as ordens, "cada um tinha que cuidar de si".
"Aparentemente, era uma célula absolutamente amadora e sem nenhum preparo, porque as mensagens eram 'vamos treinar artes marciais', 'vamos começar a aprender a atirar'", comentou Moraes.
Ele destacou ainda que, por se tratar uma de "célula desorganizada", a questão da segurança pública "é muito mais importante e gera mais preocupação do que o terrorismo".
Temer
Nas últimas semanas, o presidente em exercício, Michel Temer, tem divulgado manifestações em vídeo, por meio das redes sociais, para tranquilizar turistas e atletas em relação à segurança do evento esportivo que será aberto no dia 5 de agosto.
No último pronunciamento, divulgado na última segunda-feira (18), o peemedebista que a segurança dos Jogos Olímpicos estará "muito reforçada" (assista ao vídeo abaixo).
Na terça-feira (19), o ministro da Justiça também tentou tranquilizar os atletas e turistas que irão ao Rio para a Olimpíada.
Ele afirmou que o atentado em Nice, na França, ocorrido na semana passada, não alterou o patamar de risco de atos terroristas durante a Olimpíada. Moraes havia dito na ocasião que a classificação de risco é de probabilidade “absolutamente mínima” de terrorismo.
O titular da Justiça também havia ressaltado que os serviços de inteligência brasileiros estão atuando em cooperação com o de outros países, inclusive da França e Estados Unidos, para evitar ataques durante a Olimpíada.
Credenciamento
O Centro Integrado Antiterrorismo (Ciant), que tem sede em Brasília, fez um monitoramento nos pedidos de credenciamento para a Olimpíada.
O Ciant descobriu que 40 pessoas estão com alertas a respeito de cooperação internacional. O Fantástico mostrou, no último domingo (17), que quatro delas têm comprovadamente ligação com o terrorismo.
Elas tiveram as credenciais negadas e estão sendo monitoradas pelos serviços internacionais de inteligência. Os nomes, as nacionalidades e as acusações estão sob sigilo. O Ciant, que monitora todos os tipos de credenciamento, descobriu ainda que 61 brasileiros com mandado de prisão por crimes diversos entraram com pedido de credencial.
Na Copa do Mundo do Brasil, em 2014, houve 350 mil pedidos de credenciais. Na Olimpíada de Londres, 450 mil. Já para Olimpíada do Rio, aproximadamente, 460 mil inspeções foram feitas, sendo que, deste total, o Ciant recomendou ao comitê olímpico brasileiro que fossem negados credenciais para quase 11 mil pessoas.

domingo, 24 de julho de 2016

Exclusivo: DEM de Cláudia Regina pode anunciar apoio a Tião até quarta-feira, 27

24 Jul2016

Por Jbelmont às 17h00

 
 
Acordo político está "encaminhado" e depende apenas de “sim” do senador José Agripino para ser anunciado de público
 
“A mulher vem aí...”. Foi com essa frase, que o locutor encerrou a convenção do PSDB de Mossoró, neste sábado, 23. Uma frase enigmática, mas que o Blog logo conseguiu decifrar.
 
A “mulher” citada na locução é a ex-prefeita Cláudia Regina, do DEM. Até a próxima quarta-feira, 27, o Partido Democrata poderá anunciar apoio à candidatura a prefeito de Tião Couto.
 
A aliança vem sendo costurada, em Brasília, entre líderes do PSDB, como o deputado Rogério Marinho, e representantes do PR, com o senador José Agripino, presidente nacional do DEM.
 
Falta apenas o “sim” de Agripino _, declarou ao Blog, um dos interlocutores do acordo político.  A princípio, o Partido Democrata presidido em Mossoró por Cláudia Regina iria apoiar a candidata Rosalba Ciarlini, do PP.
 
Ocorre, porém, que o clima político, entre Rosalba e o líder do Democrata, José Agripino, azedaram desde as eleições estaduais de 2012. Naquele ano, então governadora e filiada ao DEM, Rosalba teve a legenda negada para que pudesse disputar a reeleição para o governo. 
 
Cláudia, à época, votou pelo apoio do DEM ao então candidato ao governo pelo PMDB, Henrique Alves, que viria a perder a disputa eleitoral para Robinson Faria, do PSD. 
 
Agora, a presença dela e de Agripino, no palanque de Rosalba, não é bem digerida pela candidata e sua militância. Dessa forma, o caminho para a ex-prefeita Cláudia e seu partido desembarcarem na coligação tiãonista parece ser mesmo uma questão de (pouco) tempo.
 
 
POR GUTEMBERG MOURA

Permuta da Rio Branco fere lei da Zona Especial no Corredor Cultural de Mossoró

JORNAL DE FATO - Magnos Alves
Uma lei municipal do ano de 2001 que alterou a lei 01/75 proíbe a construção de empreendimentos ao longo da Avenida Rio Branco para fins como indústria, comércio e habitação. De acordo com a lei 1.507/2001, de autoria da Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) e aprovada pela Câmara de Vereadores em abril de 2001, a Avenida Rio Branco está toda resguardada para fins de paisagismo, recreação, lazer e instalação de órgãos públicos. Empreendimentos de educação e saúde também são tolerados.
O projeto de lei foi enviado ao Legislativo pela então prefeita Rosalba Ciarlini, atualmente no PP, e criou a Zona Especial da Avenida Rio Branco.
A lei teve o objetivo de estabelecer critérios urbanísticos de controle do uso e da ocupação da Avenida Rio Branco, já considerada, à época, de grande importância para o desenvolvimento urbano de Mossoró.
Ao criar a Zona Especial da Avenida Rio Branco, a Prefeitura de Mossoró buscou resguardar o interesse da maioria da população, evitando a especulação imobiliária decorrente do uso inadequado da área de mais de 72 mil metros quadrados.
A lei 1.507/2001 não foi levada em consideração na celebração de um acordo entre o Município e um grupo de empresários em 2013, na gestão da ex-prefeita Cláudia Regina (DEM), em que parte da Avenida Rio Branco, numa área superior a 26 mil metros quadrados, foi permutada em troca de um terreno de 10 mil metros quadrados para a instalação da empresa de cal center AeC.
Cerca de 7,5 mil metros quadrados estão sendo murados pelo empresário Genivan Josué Batista, que tem o objetivo de abrir mais uma unidade de suas lojas no local, o que, pela lei 1.507/2001, não é permitido. O empresário possui uma rede de empresas de material de construção – atividade considerada inadequada para a Avenida Rio Branco.
A lei 1.507/2001 reforça a tese de que o Instrumento Particular de Transação de Direitos celebrado 12 anos depois entre a ex-prefeita Cláudia Regina, o advogado Diógenes da Cunha Lima e a empresa Central Park Incorporadora Ltda., dos empresários Genivan Josué Batista e Wilson Rodrigues, está cercado de irregularidades.
A permuta de uma área destinada ao interesse coletivo por um terreno privado de valor de mercado bem inferior já é alvo de investigação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). Promotores do patrimônio público já ouviram representantes da empresa AeC, que afirmaram desconhecer o terreno em que a empresa está instalada.
O MPRN também já enviou ofício à Câmara Municipal solicitando cópia da lei que autorizou a permuta da Praça das Oiticicas pelo pórtico do Parque da Cidade e não descarta convocar as demais pessoas envolvidas em toda essa polêmica.

Muro está sendo construído por grupo empresarial no Corredor Cultural de Mossoró (foto: Marcos Garcia)
Veja o que pode e o que não pode ser construído na Avenida Rio Branco
PODE
Órgãos públicos;
Paisagismo, recreação e lazer;
Educação;
Saúde.

NÃO PODE
Habitação;
Comércio varejista em geral;
Armazéns e depósitos;
Escritórios;
Bancos;
Oficinas mecânicas;
Indústrias de todos os tamanhos;
Ensino superior;
Posto de gasolina.
FONTE: Lei 1.507/2001

AREIA BRANCA COMEMORA 90 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA Jacó Costa   20:17:00   Comentarios A Prefeitura de Areia Branca montou um...