domingo, 30 de outubro de 2016

Juiz Sérgio Moro vota em clube no bairro Bacacheri, em Curitiba

Moro votou por volta das 10h15 no Clube Duque Caxias.
Ao todo, 1.289.215 eleitores de Curitiba vão às urnas neste domingo (30).

Do G1 PR
O juiz federal Sérgio Moro acena durante votação para prefeito no Clube Duque de Caxias em Curitiba (PR) (Foto: Rodrigo Félix Leal/Futura Press/Estadão Conteúdo)O juiz federal Sérgio Moro acena durante votação para prefeito no Clube Duque de Caxias em Curitiba (PR) (Foto: Rodrigo Félix Leal/Futura Press/Estadão Conteúdo)
O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, votou por volta das 10h deste domingo (30) no Clube Duque de Caxias, no bairro Bacacheri.
No primeiro turno, o juiz votou no mesmo local e foi aplaudido na chegada.
Ao todo, 1.289.215 eleitores de Curitiba vão às urnas neste domingo para escolher entre os candidatos Ney Leprevost (PSD) e Rafael Greca (PMN).
Quer saber mais notícias do estado? Acesse o G1 Paraná.

sábado, 29 de outubro de 2016

Potiguar Everaldo Rodrigues concede entrevista e lança EP no Rio de Janeiro
unnamed-7

Potiguar Everaldo Rodrigues concede entrevista e lança EP no Rio de Janeiro

O cantor potiguar Everaldo Rodrigues concedeu entrevista ao jornalista e produtor musical, Adelzon Alves, no programa “O Amigo da Madrugada”, da Rádio Nacional, pertencente à Empresa Brasil de Comunicação (EBC), no Rio de Janeiro.
Na entrevista, o cantor e o jornalista falaram sobre uma das vertentes da música popular brasileira, o samba raiz, gênero presente no trabalho de Everaldo. Também foi a oportunidade de falar do lançamento do EP “Pagando pra Ver”.
O EP foi lançado com um show no Carioca da Gema, bairro Lapa, na quarta-feira, 26, onde Everaldo cantou músicas já conhecidas em seu reportório de sambas com letras delicadas sofisticadas.
O show contou ainda com a participação de Serginho Madureira, Pedro Ivo e André da Mata, que produzirá o futuro CD de Everaldo Rodrigues. O cantor classificou o projeto como um trabalho de Rio a Rio, Rio Grande do Norte a Rio de Janeiro, já que foi gravado na Cia. Instrumental (Niterói/RJ) e Sonora Pro Music (Mossoró/RN).

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Após polêmica, Renan liga para Cármen Lúcia e pede desculpas

Presidente do Senado disse que deu declarações em defesa do Legislativo.
Segundo a GloboNews, a ministra aceitou o pedido de Renan Calheiros.

Do G1, com informações da GloboNews
Após polêmica causada por críticas ao Poder Judiciário, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ligou na noite desta quinta-feira (27) para a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, para se desculpar, segundo a GloboNews.
No telefonema, Renan tentou explicar as declarações que deu durante a semana e disse a Cármen Lúcia que admirava o trabalho dela na presidência do STF.
Renan, segundo a GloboNews, também disse que somente quis defender o Senado e o Legislativo, da mesma forma que ela fez ao responder às críticas e defender o Judiciário. De acordo com a GloboNews, a ministra aceitou o pedido de desculpas.
Nesta sexta, os dois se reuniram com o presidente Michel Temer e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para discutir a segurança pública no país. O encontro é o primeiro entre Renan e Cármen Lúcia desde a troca de críticas dessa semana.
 
Polêmica
A troca de declarações começou quando Renan criticou a Operação Métis, que apura suposta tentativa de policiais do Senado de obstruir investigações de parlamentares na Operação Lava Jato.
Na opinião do presidente do Senado, manifestada em mais de uma ocasião, o juiz federal Vallisney Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, invadiu competência do STF ao autorizar busca e apreensão no Senado, além das prisões dos policiais legislativos.
Renan chegou a dizer, em mais de uma ocasião, que um "juizeco" de primeira instância não pode, a qualquer momento, "atentar contra um poder" da República. O peemedebista ingressou com ação no STF para que a Corte fixe os limites de atuação de magistrados no país.
As declarações de Renan foram criticadas por algumas associassões de magistrados, que se manifestaram contra o peemebista. Juízes, inclusive, ingressaram com ação no Conselho de Ética do Senado para que Renan seja julgado por quebra de decoro parlamentar.
Após as falas do presidente do Senado, a ministra Cármen Lúcia, exigiu "respeito" ao Judiciário por parte do Legislativo e Executivo. Ela tambpem disse que os poderes devem buscar a "harmonia" em benefício do cidadão.
"Todas as vezes que um juiz é agredido, eu e cada um de nós juízes é agredido. E não há a menor necessidade de, numa convivência democrática, livre e harmônica, haver qualquer tipo de questionamento que não seja nos estreitos limites da constitucionalidade e da legalidade", afirmou a presidente do Supremo, durante sessão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
"O que não é admissível aqui, fora dos autos, é que qualquer juiz seja diminuído ou desmoralizado. Porque, como eu disse, onde um juiz for destratado, eu também sou. Qualquer um de nós, juízes, é", completou a ministra logo em seguida.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

TCE investigará patrimônio de autoridades e servidores públicos para combater enriquecimento ilícito
TCE iniciará fiscalização para identificar irregularidades
TCE iniciará fiscalização para identificar irregularidades

TCE investigará patrimônio de autoridades e servidores públicos para combater enriquecimento ilícito

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) aprovou resolução que regulamenta a fiscalização das declarações de bens e rendimentos de agentes públicos, para fins de controle da variação patrimonial e combate ao enriquecimento ilícito.
A resolução 30/2016 disciplina o envio de cópia da declaração de bens ao Tribunal de Contas, conforme estabelecido na Lei Federal 8.730, na Lei Federal 8.429 e na Lei Complementar Estadual 464.
As declarações precisarão ser enviadas por “todos quantos exerçam cargo eletivo e cargo, emprego ou função de confiança”, entre eles governador e vice-governador, prefeitos, secretários de Estado, deputados, vereadores, juízes, promotores, membros do Tribunal de Contas e servidores em geral.
Segundo os termos da resolução, o procedimento de envio e análise dos dados será efetivado em três fases. Até o dia 09 de dezembro de 2016, os conselheiros e auditores do Tribunal de Contas, membros do Ministério Público de Contas e os demais servidores e ocupantes de cargos ou funções de confiança no âmbito do TCE devem enviar as informações concernentes ao ano de referência de 2015.
A partir da segunda fase, serão adicionados aos primeiros os ocupantes de cargos eletivos – governador, prefeitos, deputados e vereadores; além de secretários de Estado e municipais, magistrados, membros do Ministério Público e diretores de empresas públicas, autarquias e fundações. As informações, relativas ao ano de referência de 2016, devem ser enviadas até o dia 31 de maio de 2017.
Em 2018, na última fase, todos os servidores públicos do Estado serão incluídos no processo.
Os agentes públicos deverão realizar o envio das informações necessárias em sistema eletrônico a ser disponibilizado pelo Tribunal de Contas, ou remetendo cópia da declaração anual de bens apresentada à Receita Federal do Brasil.
Todas as informações relativas à fiscalização da variação patrimonial dos agentes públicos são protegidas por sigilo. O Núcleo de Informações Estratégicas para o Controle Externo (INFOCEX) e a Diretoria de Despesa com Pessoal (DDP) farão uma análise preliminar dos indicadores de variação patrimonial que sugerirem indícios de enriquecimento ilícito de agentes públicos. A análise preliminar pode ser convertida em um Processo Administrativo de Sindicância Patrimonial, sigiloso, com imediata distribuição a um relator.
Após a verificação da consistência fática das informações preliminares, o relator decidirá pelo arquivamento ou prosseguimento do processo, que poderá ser convertido em Processo de Análise da Evolução Patrimonial de Agente Público, também sigiloso, no qual haverá espaço para a ampla defesa.
Por fim, o relator submeterá o caso ao Pleno da Corte de Contas, o qual poderá decidir pelo ressarcimento, em caso de dano ao erário, inabilitação do responsável por um prazo de 5 a 8 anos para o exercício de cargo em comissão, entre outros.
A íntegra da resolução está disponível no link: https://goo.gl/rdxMlF

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Estadual 2017: Potiguar estreia contra o Assú; Baraúnas pega Alecrim

Blog do Edinaldo Moreno
A tabela básica do primeiro turno do Campeonato Estadual 2017 foi divulgada na tarde desta quarta-feira, 26, após realização do Congresso técnico do certame na sede da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF).
O início da competição está marcada para o dia 15 de janeiro, como o blog já havia antecipado na última terça-feira, 25.
Na primeira rodada, o Baraúnas vai enfrentar o Alecrim fora de casa. Já o Potiguar recebe o Assu. Na segunda rodada, dia 18, será a vez do Baraúnas receber o ABC, enquanto que o Potiguar enfrentará o América.
O primeiro clássico Potiba do Estadual será disputado no dia 22. Nesse mesmo dia, América e ABC se enfrentam.
A última rodada do turno está agendada para o dia 8 de fevereiro. Nela, o alvirrubro mossoroense pegará o Santa Cruz de Natal e o Baraúnas medirá forças com o Globo.
As finais do turno vão ocorrer nos dias 15 e 19 de fevereiro.
Acompanhe a tabela do primeiro turno:
1ª rodada Estadual -15/01
ABC x Globo
Alecrim x Baraúnas
Santa Cruz x América
Potiguar x ASSU
2ª rodada do Estadual – 18/01
Baraúnas x ABC
América x Potiguar
ASSU x Santa Cruz
Globo x Alecrim
3ª rodada do Estadual – 22/01
América x ABC
Alecrim x ASSU
Potiguar x Baraúnas
Santa Cruz x Globo
4ª rodada do Estadual -25/01
Globo x América
Alecrim x Potiguar
Baraúnas x ASSU
ABC x Santa Cruz
5ª rodada do Estadual – 29/01
América x Alecrim
Potiguar xGlobo
Santa Cruz x Baraúnas
ASSU x ABC
6ª rodada do Estadual – 01/02
Santa Cruz x Alecrim
ASSU x Globo
Baraúnas x América
ABC x Potiguar
7ª rodada do Estadual – 08/02
Potiguar x Santa Cruz
América x ASSU
Globo x Baraúnas
Alecrimx ABC
Aulas da Uern são suspensas por causa da paralisação dos terceirizados
guarita-da-uern-campus-central-500x330

Aulas da Uern são suspensas por causa da paralisação dos terceirizados

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) suspendeu as atividades acadêmicas e administrativas a partir da noite desta terça-feira, 25 de outubro, no Campus Central e Campis Avançados. A decisão foi motivada pela paralisação dos trabalhadores terceirizados que atuam na limpeza e vigilância.
“Considerando que tais serviços são imprescindíveis para o funcionamento instituição e o bem-estar de milhares de discentes, técnicos e docentes que diariamente circulam pela nossa instituição, tomamos essa decisão convictos de que o calendário acadêmico não será comprometido no semestre 2016.1”, afirmou o reitor Pedro Fernandes.
A decisão foi tomada durante reunião entre o Diretório Central de Estudantes (DCE), Sinditado dos Técnicos Administrativos (SINTAUERN), Associação dos Docentes (ADUERN), Conselho Universitário (Consuni) e Fórum de Diretores de Unidades Acadêmicas.
“Estamos empenhados para que essa situação se resolva o quanto antes”, declarou o reitor, reforçando que as atividades acadêmicas retornarão imediatamente após a normalização dos serviços de limpeza e vigilância.
O funcionamento normal da UERN segue apenas nos Núcleos Avançados de Educação Superior (NAES).
Veja o Ad Referendum AQUI

 O BRASIL DE LUTO...

Filho diz que Capita só reclamava do joelho: "Estava bem humorado"

Alexandre Torres diz ter sido pego de surpresa: "Saí pra resolver um problema particular e vi inúmeras ligações...Cheguei ao hospital já sabendo que estava morto"

Por Rio de Janeiro
Alexandre Torres, filho de Carlos Alberto Torres, passou a terça-feira calado. No dia em que recebeu uma das piores notícias da sua vida, a morte repentina do pai, Alexandre evitou falar com a imprensa e, mesmo diante dos amigos, se manteve introspectivo. Só foi se pronunciar publicamente ao deixar o velório, já na madrugada de quarta.
- Ele não reclamou. Eu estava viajando e só cheguei agora. Ele teria uma reunião na hora do almoço e estava bem humorado. Falamos por telefone, mas ele não reclamou de nada. Só tinha uma queixa eterna no joelho. Pegou todo mundo de surpresa. Saí pra resolver um problema particular e vi inúmeras ligações... Cheguei no hospital já sabendo que estava morto, infelizmente. Essa grande tristeza - disse Alexandre, ao final da cerimônia na CBF.
Alexandre Torres, velório Carlos Alberto Torres (Foto: Thierry Gozzer)Muito abatido, Alexandre Torres registrou a dor pela perda do pai (Foto: Thierry Gozzer)


Vai o ex-jogador, fica a lenda - e o fato de ter erguido a taça do tricampeonato no México gravado na história. Mas, para a família, tudo isso fica em segundo plano.
- A história do Carlos Alberto, como jogador na Copa de 70, está eternizada pelo que ele foi como atleta. A saudade agora será dele como pai, avô e bisavô. Às vezes as pessoas não conhecem a pessoa. Conhecem o mito apenas. Mas desconhecem o grande coração, alguém que gostava das pessoas e de reunir os amigos. Não tem mais o que falar. Ele está na história - completou o filho do Capita.
Alexandre Torres, velório Carlos Alberto Torres (Foto: Thierry Gozzer)Torres destacou o homem Carlos Alberto Torres (Foto: Thierry Gozzer)
Para Alexandre, que foi jogador profissional e chegou a defender as cores do Fluminense e do Vasco (além de ter defendido a seleção brasileira durante um amistoso em 1992), o grande legado do pai foi a postura, a liderança como encarava o futebol.
- Ele tinha uma liderança absurda. Jogadores mais velhos que ele perguntavam coisas para meu pai. Mas ele era o capitão e tinha essa lideranças que nasceu com ele. Quem conviveu com ele sabe que era uma coisa positiva
Tanto Fluminense quanto Botafogo ofereceram suas dependências para que o capitão do tricampeonato mundial no México fosse velado. Mas a identificação com a seleção brasileira o levou até a sede da CBF, onde seu corpo foi coberto com a bandeira nacional.
- O meu pai jogou por vários clubes do Brasil, mas era uma figura nacional. Jogou pela grande seleção, a de 70. Acredito que terá diversas homenagens. No momento, ainda não estamos sabendo de nada. Eu, como familiar, é que não vou puxar a corda.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Desembargador Expedito Ferreira de Souza é eleito o novo presidente do Tribunal de Justiça do RN

Desembargador Expedito Ferreira de Souza, novo presidente (Foto: Reprodução)
Desembargador Expedito Ferreira de Souza, novo presidente (Foto: Reprodução)
Na manhã desta segunda-feira, 24, durante sessão do pleno do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) os desembargadores, à unanimidade, escolheram os novos dirigentes daquela casa de Justiça.
O desembargador Expedito Ferreira de Souza, foi eleito presidente; o desembargador Gilson Barbosa, vice-presidente; a desembargadora Maria Zeneide Bezerra, corregedora; o desembargador João Rebouças, ouvidor; o desembargador Claudio Santos, diretor da Esmarn; e o desembargador Cornélio Alves, diretor da revista de jurisprudência.
Em sua fala, o desembargador Dilermando Mota, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do RN (TRE-RN), desejou aos eleitos uma administração profícua e se colocou a disposição da futura administração para colaborar com o engradecimento do judiciário estadual.

Postado em  24/10/2016 - 20:58

IFRN oferta 2450 vagas em cursos na modalidade subsequente

A Pró-Reitoria de Ensino publicou na tarde de hoje (24), os editais Nº 35/2016 e Nº 36/2016, referentes, respectivamente, pelos processos seletivos de Cursos Técnicos do IFRN e do Programa Profuncionário, ambos na modalidade Educação a Distância.
Os editais compartilham do mesmo cronograma. As inscrições devem ser realizadas entre às 14h do dia 25 de outubro e às 22h do dia 3 de novembro, através do site Processo Seletivo. A classificação para preenchimento das vagas, por campus/polo e por curso, acontecerá por meio de processo da ordenação crescente do número da inscrição dos candidatos regularmente inscritos. O resultado final será divulgado no dia 8 de novembro de 2016.
O edital Nº 35/2016 está ofertando vagas para cursos de Secretaria Escolar e Infraestrutura Escolar, serão 1100 vagas divididas entre 12 campi do IFRN. Podem se inscrever no processo seletivo candidatos que: Possua o certificado de conclusão do Ensino Médio; Estiver em efetivo exercício de alguma função nas escolas das redes municipal, estadual ou federal de ensino, seja com vínculo direto com as mesmas ou através de prestação de serviço por meio de Empresa Terceirizada; e exerça, na escola pública a que está vinculado, função relacionada com a área do curso pretendido.
Já o edital Nº 36/2016 está disponibilizando 1090 vagas entre 15 campi e 250 entre os polos Assu, Grossos e Lajes. Para se inscrever é necessário que o aluno tenha concluído o Ensino Médio. Metade das vagas está reservada para alunos que cursaram integralmente o ensino médio em escolas públicas.
Confira os editais:

segunda-feira, 24 de outubro de 2016


Postado em  22/10/2016 - 11:44

Jorge do Rosário e Edmilson Boiadeiro recusam convite para presidir Potiguar

Marcos Santos/Da Redação
O Conselho Deliberativo do Potiguar segue a procura de um novo presidente para suceder Benjamim Machado, que renunciou o cargo há três semanas. O ex-presidente Jorge do Rosário foi tentado, mas o empresário não aceitou o convite. No entanto, Rosário garantiu que vai seguir apoiando o clube como sempre fez, desde os últimos tempos.
O comerciante Edmilson Boiadeiro também foi procurado, mas recusou de momento o convite.
Há meses, durante evento do clube, Edmilson confidenciou a pessoas próximas o seu desejo de presidir o Potiguar, o que justifica o convite feito recentemente pelos alvirrubros.
No contato, Boiadeiro agradeceu a lembrança, reiterou o desejo de viver intensamente a vida do clube, mas isso para um futuro próximo. De momento, o comerciante prioriza outros projetos profissionais.
Outras duas pessoas serão visitadas, porém os nomes não foram revelados. A intenção do presidente do Conselho Deliberativo, Luzenildo Roberto, é escolher o novo presidente o mais breve possível devido à aproximação da temporada de 2017.
“Porque o novo presidente precisará de tempo para organizar e planejar o time para as competições do próximo ano”, explicou Luzenildo.
O dirigente alvirrubro espera que a Prefeitura repasse as duas parcelas de patrocínio até o final do mês, conforme prometeu o prefeito Silveira Junior (PSD). As parcelas, referentes ainda à participação na Série D, somam R$ 60 mil e com essa verba o time executa o débito contraído neste segundo semestre.
“Houve a promessa e estamos esperando. É importante esse dinheiro porque servirá para executar as contas e, assim, o novo presidente possa ter tranquilidade para trabalhar”, disse.
Irreconhecível. ABC sofre goleada histórica e perde vaga na final da Série C
Goleada em Natal por 4 a 0, eixou alvinegro acomodado com vantagem. (Fonte: Frankie Marcone/ABC).
Goleada em Natal por 4 a 0, eixou alvinegro acomodado com vantagem. (Fonte: Frankie Marcone/ABC).

Irreconhecível. ABC sofre goleada histórica e perde vaga na final da Série C

Diferente daquilo que pedia seu treinador Geninho, o ABC não foi nada cauteloso na segunda partida contra o Guarani-SP que vali vaga na decisão do Campeonato Brasileiro da Série C e, acabou massacrado. O Bugre, jogando diante do seu torcedor em Campinas-SP, passou fácil pelo alvinegro com a goleada histórica de 6 a 0, e agora decidirá o título de campeão contra o Boa Esporte de Minas Gerais.
Nada de “milagre”, o que aconteceu foi o resultado de um time aplicado dentro de campo, o Guarani, sabendo o que precisava para se classificar e foi atrás. Já o representante potiguar, depois de vencer em Natal por 4 a 0, parecia acreditar que nada de ruim aconteceria e entrou em campo desconcentrado, irreconhecível e, parecendo até de “salto alto”, achando que estava tudo resolvido.
Focado na partida, os paulistas venceram com três gols do experiente Fumagalli, e a goleada sendo completada por Leandro Amaro, Alex Santanta e Pipico. Em nenhum momento o ABC mostrou forças para tentar reverter a situação, aparentemente conformado apenas com o acesso para a Série B. O alvinegro ainda teve o jogador, artilheiro do time, Jones Carioca no primeiro tempo, deixando mais espaço para o adversário ocupar e vencer com facilidade.

sábado, 22 de outubro de 2016

Técnico Tite convoca Seleção Brasileira, sem surpresas, para pegar Argentina e Peru

tite-10
O técnico Tite acaba de convocar a Seleção Brasileira para os dois jogos das Eliminatórias no mês de novembro: Argentina, no Mineiro; Peru, em Lima.
Apenas uma mudança em relação à última lista: Oscar sai para a entrada de Rodrigo Caio.
Marcelo, Casemiro e Douglas Costa, cortados dos últimos confrontos por lesão, estão de volta, mas o volante do Real ainda será reavaliado, já que ele ainda está entregue ao departamento médico merengue.
Veja os convocados:
Goleiros
Alisson - Roma (Itália)
Muralha - Flamengo
Weverton - Atlético-PR

Zagueiros
Gil - Shandong (China)
Marquinhos - PSG (França)
Miranda - Inter de Milão (Itália)
Rodrigo Caio - São Paulo
Thiago Silva - PSG (França)

Laterais
Daniel Alves - Juventus (Itália)
Fagner - Corinthians
Filipe Luis - Atlético de Madrid (Espanha)
Marcelo - Real Madrid (Espanha)

Meias
Casemiro - Real Madrid (Espanha)
Fernandinho - Manchester City (Inglaterra)
Giuliano - Zenit (Rússia)
Lucas Lima - Santos
Paulinho - Guanghzou (China)
Philippe Coutinho - Liverpool (Inglaterra)
Renato Augusto - Beijing (China)
Willian - Chelsea (Inglaterra)

Atacantes
Douglas Costa - Bayern de Munique (Alemanha)
Roberto Firmino - Liverpool (Inglaterra)
Gabriel Jesus - Palmeiras
Neymar - Barcelona (Espanha)

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Primeira reunião de ‘transição governamental’ foi realizada na Prefeitura Municipal

Durante o encontro das comissões, foi estabelecido um cronograma de trabalho do processo de transição

dsc_0004
Comissões de Transição Governamental reunida na sede do Poder Legislativo
Foi realizada, nesta quinta-feira, 20, no Palácio José Nazareno – Sede do Poder Executivo de Porto do Mangue, a primeira reunião de transição de governos entre as equipes do prefeito da cidade, Francisco Gomes Batista (Titico-PMDB), e o prefeito eleito, Sael Melo (PHS).
Durante o encontro, foi estabelecido o processo de transição, que será feito em etapas.
A primeira fase, iniciará pelas Secretarias menores, Turismo, Esporte, Agricultura, depois as maiores e mais complexas administrativamente, informações das pastas deverão ser repassadas pela comissão do prefeito Titico á equipe do prefeito eleito, Sael.
De acordo com o secretário Adécio Luiz, disse que: “Nossa transição vai ser exemplar, da mesma maneira o prefeito Titico vem procedendo ao longo dos seus quase 8 anos de governo, com total transparência, espírito colaborativo, porque é assim que as coisas devem acontecer.
Na comissão do prefeito Titico, ficou delegado os seguintes membros: O advogado da Prefeitura, José Wilton; Simone Brazão, atual secretária da Educação; Lúcia Helena, funcionária de carreira e secretária da Saúde do município; o secretário da Administração, Josinaldo Rodrigues; o gestor do Patrimônio Público, Jean Batista; o Contador do Município, Alferes; o secretário de Finanças, Adécio Luiz e o Procurador do Município, Francisco Gomes (Gato) são os responsáveis pela condução da transição por parte da gestão do prefeito Titico.
Na comissão do prefeito eleito, Sael, estiveram presentes: O advogado João Batista; o servidor público Agtonio; o especialista em economia, Assis Fernandes, o técnico Gustavo Sá e Rodrigo Amorim.
A previsão da conclusão dos trabalhos é para o mês de Dezembro, onde relatórios da atual gestão serão transmitidos ao futuro gestor. Assim, cada setor da Prefeitura vai ser devidamente detalhado para que o próximo governo entre com todas as informações relevantes para um início de mandato mais tranquilo possível.
Totalmente diferente de oito anos atrás, quando a Prefeitura foi entregue ao atual prefeito só os cacos pela gestão do ex-refeito Francisco Victor dos Santos (Chico Pereira).
Desejamos sucesso nos trabalhos!
 http://www.oportomanguense.com.br/

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Senac abre inscrições para palestras gratuitas em Natal, Mossoró, Assú e Caicó
Palestras serão realizadas em unidades do Senac
Palestras serão realizadas em unidades do Senac

Senac abre inscrições para palestras gratuitas em Natal, Mossoró, Assú e Caicó

O sistema Fecomércio RN, através do Senac, promove mais um ciclo de palestras e workshops gratuitos. Este mês, a ação começa no dia 25 e se estende até 31, contemplando as cidades de Natal, Mossoró, Caicó e Assú.
Interessados em participar podem se inscrever gratuitamente no site www.rn.senac.br, ou de forma presencial, nas unidades onde ocorrem as palestras. Serão 17 opções de capacitação, nas áreas de Ambiente e Saúde; Beleza; Gestão e Negócios; Informação e Comunicação; Turismo, Hospitalidade e Lazer.
Entre janeiro e setembro, mais de 3.800 pessoas já foram beneficiadas. O objetivo da iniciativa é orientar os participantes nas áreas de formação profissional, buscando ampliar as oportunidades para a inserção desses profissionais no mercado de trabalho. Todos os temas das palestras têm relação com o portfólio do Senac, que oferece mais de 350 cursos em diversas áreas de atuação.
Todos os participantes receberão certificados, ao fim dos treinamentos. Outras informações estão disponíveis no telefone: (84) 4005.1000.

– Confira a programação completa:
25/10/2016
9h às 11h: Workshop: automaquiagem (Centro)
9h às 11h: O Profissional Maitre no Mercado de Trabalho (Barreira Roxa)
19h às 21h: O Profissional de Guia de Turismo Nacional (Barreira Roxa)

26/10/2016
19h às 21h: Cabeleireiro: qualificação profissional como diferencial competitivo (Caicó)
19h às 21h: Oratória: Dicas de como falar bem (Centro)
19h às 21h: Estratégias de Vendas em Tempos de Crise (Centro)
19h às 21h: Técnicas de Degustação, Avaliação e Reconhecimento dos Vinhos (Barreira Roxa)
9h às 11h: Workshop: Cerimonial e Protocolo para Eventos (Barreira Roxa)

27/10/2016
19h às 21h: O Profissional Concierge no Mercado de Trabalho (Barreira Roxa)
19h às 21h: Workshop: Introdução ao Estudo da Cachaça (Barreira Roxa)

28/10/2016
19h às 21h: A formação continuada do profissional de enfermagem: Importância e possibilidades (Mossoró)
13h30 às 15h30: Ferramentas para BI no Excel (Alecrim)
13h30 às 15h30: Utilize o Office 365 e compartilhe seus documentos (Alecrim)
15h40 às 17h30: Modele seu Software usar UML (Alecrim)
19h às 21h: A interação das Redes Sociais no Mercado de Trabalho (Zona Norte)
19h às 21h: NR6 – EPI Uso, conservação e guarda (Assú)

31/10/2016
19h às 21h: O poder da oratória para o marketing pessoal (Mossoró)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Eduardo Cunha é preso pela Polícia Federal em Brasília
O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, embarca para Curitiba após ser preso pela Polícia FederalWilson Dias/Agência Brasil
O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, embarca para Curitiba após ser preso pela Polícia FederalWilson Dias/Agência Brasil

Eduardo Cunha é preso pela Polícia Federal em Brasília

O deputado cassado Eduardo Cunha foi preso hoje (19) em Brasília, no âmbito da Operação Lava Jato. O pedido de prisão preventiva do ex-presidente da Câmara dos Deputados foi emitido pelo juiz Sérgio Moro, que conduz as investigações da Lava Jato, na primeira instância.
A Polícia Federal (PF) confirmou a prisão preventiva e informou que Cunha está sendo levado para Curitiba, onde estão sendo conduzidas as investigações. A previsão é de que Cunha chegue entre as 17h e as 18h à capital do Paraná. Ele embarcou no hangar da PF, no Aeroporto de Brasília.
Entre os argumentos utilizados para justificar o pedido de prisão de Cunha, a força-tarefa de procuradores da Lava Jato afirmou que a liberdade do ex-deputado representava risco às investigações.
Segundo a acusação, “há evidências” de que existem contas pertencentes a Cunha no exterior que ainda não foram identificadas, fato que coloca em risco as investigações. Além disso, os procuradores ressaltaram que Cunha tem dupla nacionalidade (brasileira e italiana) e pode fugir do país.
“Enquanto não houver rastreamento completo do dinheiro e a total identificação de sua localização atual, há risco de dissipação do produto do crime, o que inviabilizará a sua recuperação. Enquanto não for afastado o risco de dissipação do produto do crime, presente igualmente um risco maior de fuga ao exterior, uma vez que o acusado poderia se valer de recursos ilícitos ali mantidos para facilitar fuga e refúgio no exterior”, disse Moro na decisão.
A prisão foi decretada na ação penal em que o deputado cassado é acusado de receber R$ 5 milhões, que foram depositados em contas não declaradas na Suíça. O valor seria oriundo de vantagens indevidas, obtidas com a compra de um campo de petróleo pela Petrobras em Benin, na África. O processo foi aberto pelo Supremo Federal, mas após a cassação do ex-deputado, a ação foi enviada para o juiz Sérgio Moro porque Cunha perdeu o foro privilegiado.
pedido_de_prisao_cunha

PF faz ação em 6 estados e no DF para apurar fraudes fiscais na Receita

Ação apura uso de 'créditos fantasmas' junto à Receita por meio de software.
Justiça Federal expediu 42 mandados judiciais; 12 são de prisão temporária.

Ana Paula Andreolla e Gabriel LuizDa TV Globo e do G1 DF
A Polícia Federal cumpre 42 mandados judiciais nesta quarta-feira (19) em seis estados e no Distrito Federal em uma operação para apurar supostas fraudes fiscais junto à Receita Federal. De acordo com a PF, o esquema fraudava o sistema por meio de compensações de créditos tributários irregulares, utilizando créditos "fantasmas" para quitar dívidas de empresas com o Fisco por meio de um software.
Ao todo, a Justiça Federal expediu 12 mandados de prisão temporária, 12 de condução coercitiva e 18 de busca e apreensão. As ações foram iniciadas em São Paulo, Bahia, Goiás, Pará, Rio de Janeiro, Santa Catarina e no DF.
De acordo com a PF, um grupo de empresas adquiria créditos fantasmas para conseguir quitar os débitos fiscais, pagando valores inferiores ao que deviam. Os policiais apontam que as empresas adquiriam esses créditos para aparentar regularidade com a Fazenda Federal e participar de licitações públicas. O número de empresas investigadas não foi informado.
"Esse tipo de compensação fraudulenta foi responsável pela redução na arrecadação federal do mês de agosto deste ano, o que demonstra o potencial de dano da quadrilha", informou a PF. O programa usado pelo grupo era o "Pedido Eletrônico de Restituição, Ressarcimento ou Reembolso e Declaração de Compensação" (PER/DCOMP).
A operação é batizada de Java. O nome faz alusão à linguagem de programação orientada a objetos utilizada para  a programação de softwares, inclusive os programas usados pela Receita Federal.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Ex-parceiro de R10 nas baladas, Jô se converte e revela drama com álcool

Em entrevista emocionante, centroavante que interessa ao Corinthians não esconde sonho de voltar a ex-clube e de vestir, novamente, a camisa da seleção brasileira

Por Belo Horizonte


No futebol, o álcool é um tabu. O assunto é velado. Para Jô, a bebida foi uma cruz, um fardo que ele carregou por muito tempo. E que hoje está superado. Dentro de campo, uma carreira de sucesso. Fora dele, uma trajetória marcada por festas e bebidas. Rotina que impediu que o atacante chegasse muito mais longe do que gostaria. Convertido ao cristianismo, está sem beber há dois anos. Com o lado família aflorado, busca um recomeço no futebol, sonhando em voltar ao Atlético-MG e à seleção brasileira. Em uma entrevista reveladora (veja a reportagem no vídeo acima), o jogador de 29 falou do distanciamento de Ronaldinho Gaúcho e a dificuldade de superar o estilo de vida que, hoje, ele considera nocivo. O jogador revelou que já a diretoria do Corinthians já fez contato e que "o coração bate forte pelo alvinegro paulista".
Jô revela mudança de vida após conversão religiosa (Foto: Fabiano Sperandio)Jô revela mudança de vida após conversão religiosa (Foto: Fabiano Sperandio)
No Galo, Ronaldinho Gaúcho e Jô fizeram uma parceria inesquecível para os torcedores. Juntos, conquistaram o maior título da história do Atlético-MG. E quem não se lembra da peitada na comemoração dos gols? Uma parceria que não existia somente dentro de campo. Jô era presença certa nas festas no condomínio de R10, em Lagoa Santa, regadas a muita cerveja e pagode.
Após a conversão, Jô não teve mais contato com Ronaldinho. O estilo de vida mudou muito, e eles se afastaram. Naturalmente. O atacante foi jogar no futebol do Oriente, e R10 passou a rodar o mundo com contratos e aparições publicitárias.
- A gente se distanciou um pouco, pelo fato de eu ter saído do país e a gente ter perdido o contato. Não tive a oportunidade de sentar e conversar com ele. O Ronaldo como profissional e como amigo também, independentemente do que a gente fazia, conversava bastante comigo e me ajudou muito dentro de campo. Cada um tem a sua vida. Se ele acha que a maneira que está vivendo é a maneira correta, eu respeito. Se um dia eu tiver a oportunidade de conversar com ele, de tentar passar um pouco do que vivi e do que vivo hoje, poder falar pessoalmente, vou falar. 
Ronaldinho Jô gol Atlético-MG x São Paulo (Foto: José Patrício / Ag. Estado)Ronaldinho e Jô editaram parceira de sucesso no Atlético-MG (Foto: José Patrício / Ag. Estado)
Jô evita julgar o amigo na época de Atlético-MG. Acredita que se a vida do craque fora de campo fosse mais regrada, poderia ter multiplicado as conquistas da carreira. 
- Acho que não posso falar que o Ronaldo é sem juízo. Acho que ele curte em excesso. Se ele se cuidasse mais, diminuísse... Se foi duas, poderia ser dez vezes melhor do mundo. Tenho certeza que vou determinar espiritualmente para que o Ronaldo encontre Deus na vida dele. E aí poderá ser melhor ainda, porque ele é uma pessoa maravilhosa.
Jô e mulheres (Foto: Reprodução)Ao lado de Emerson Conceição, Jô se envolvia em festas e baladas (Foto: Reprodução)
Problema com o álcool
Jô coloca a bebida com a principal causa para o descompasso fora de campo. O jogador não esconde o drama que viveu com o álcool e como ele criava um efeito dominó que, muitas vezes, acabava só no dia seguinte. 
- Coloco a bebida primeiro, porque ela te leva a outras situações. Exemplo, eu poderia começar a beber aqui em casa, com dois, três amigos, com a minha esposa. Começava a beber, aí o espírito começa a ficar inquieto. Você quer sair. Aí, se eu não tivesse jogo, começava a beber em casa. E saia. Te leva pra noite, te leva a fazer coisas que você não queria.
Festas, baladas, mulheres. Tudo era consequência do consumo excessivo de álcool. O arrependimento batia, mas a rotina se repetia, incontrolavelmente. 
- Não que eu gostasse de ir para a noite, mas daqui a pouco você se pega num lugar que você não gostaria de estar. Aí eu acaba vivenciando aquilo ali intensamente. Começava a beber, beber, beber e queria beber até de manhã. Saía de manhã e queria esticar para um outro bar, e ir para casa de um outro amigo. Aí, depois, quando eu parava, pensava: o que estou fazendo? Onde estou? Minha mulher tá em casa... Falava que não ia fazer mais, mas daí a pouco, dois dias, fazia tudo de novo. As festas não eram a prioridade. Eu gostava de beber em casa, mas isso me levava a fazer outras coisas. A bebida era o ponto crucial - completa.
Mas, aos poucos, as palavras do volante Pierre do Fluminense, na época companheiro de Galo, foram influenciando Jô. Em novembro de 2014, foi afastado - junto com André e Emerson Conceição - por indisciplina. A delegação estava em Curitiba, e foi noticiado, na época, que eles voltaram ao hotel muitas horas depois do horário previsto. Menos de um ano depois, em outubro, morando em Dubai, ele se converteu. E passou a enxergar a vida diferente.
Quem consegue beber e não sair, olha, tá de parabéns, porque é muito difícil. Só bebe três cervejas, fica em casa, dormir. Quem consegue, tá de parabéns, porque é muito difícil
- Hoje eu durmo a noite toda. Já tem dois anos que eu não bebo. Tudo melhorou 100%. 
Com o trauma superado, o atacante espera usar a própria história para motivar e incentivar outros jogadores, especialmente os mais novos, que também se sentem deslumbrados com o mundo do dinheiro e da fama que o futebol proporciona. 
- A melhor situação para se usar de exemplo é o seu testemunho, não tem nada melhor que o testemunho vivo. Também demorei, foram muitos anos até ter esse encontro com Deus. Se tiver oportunidade de falar para os jovens que estão começando, é para não ir pela dor, porque a dor é uma situação difícil. Você se vê sem saída, então vai pelo amor. Eu sei que jovem que curtir, quer sair. Mas lá frente isso não vai te levar a lugar nenhum, só vai te levar para o buraco.
Hoje, Jô mora com a esposa e com os filhos na cidade de Esmeraldas, a 44 quilômetros de Belo Horizonte. O atacante tem contrato com o Jiangsu Suning, da China, até o final da temporada. Mas pelo excesso de estrangeiros no clube foi liberado para voltar ao Brasil até o fim do contrato. O centroavante, que tem apenas 29 anos, espera acertar o futuro até o fim do ano. E não esconde o sonho de voltar a jogar no Atlético-MG ou no Corinthians. 
Jô revela mudança de vida após conversão religiosa (Foto: Fabiano Sperandio)"Tenho certeza vou determinar espiritualmente para que o Ronaldo encontre Deus na vida dele" , diz o ex-camisa 7 do Galo
Confira mais detalhes da entrevista exclusiva com o centroavante Jô:
Se não fossem as festas e as bebidas, onde o Jô poderia ter chegado?
- Hoje vejo o tanto que prejudicou. Às vezes, em uma semana, eu não dormia direito e antes dos jogos não dormia bem ou bebia. Isso influenciava. Poderia estar fisicamente melhor, ter chegado mais inteiro numa bola. A gente pensa que porque é jovem vai chegar, mas não aguenta.
Depois da conversão, o círculo de amizades permaneceu o mesmo?
- A gente passa a ter consciência, saber onde é o perigo, com quem andar, onde ir. Isso muda bastante. Automaticamente, minhas amizades mudaram todinhas. Hoje, meu circulo de amizade  é 90% evangélico.
Ainda tem contato com os amigos da época das baladas? Eles entendem a transformação no novo Jô?
- Converso, falo, mas não tenho para o meu dia a dia. A maioria entende, quem se preocupa comigo, entende. Como eu não tenho mais nada a oferecer, alguns se distanciaram.
Quando começou esse lance da bebida? Foi na juventude?- Quando eu era muito novo morava com meus pais e não saia. Eles eram muito rígidos. Até porque perdi meu irmão com 15 anos. Eram duas irmãs e dois homens. A pressão se voltou para mim. Meu pai me pressionou muito. Às vezes, saia escondido, mas não bebia. Acabava um jogo, eu saia como todo ser humano faz. Aí, ali você começa a ganhar gosto. Vai duas vezes ao mês, vai toda semana. Quando vê, se pega saindo quase todo dia. Mas ainda era meio controlado. Quando fui pra Rússia que as coisas saíram do controle. Comecei a beber. Em vez de ser uma vez na semana, eram três, quatro vezes. Sem dormir, aí você começa a perder o controle.
Depois eu casei e voltou a ser mais tranquilo. Só que como você começa a ganhar fama e dinheiro, você quer fazer as coisas escondido. Aí começa a dar os problemas. Você começa a brigar em casa. Você briga e quer sair. Ela discutia comigo, eu saia. Quando ela ia embora, eu ficava sozinho. Aí sozinho você pensa besteira e começa a fazer coisa errada. Isso foi por muito tempo, estou casado há dez anos.   
Qual foi o fundo do poço, com relação à bebida e ao futebol?
- Alguns treinos que faltei por causa de noite. Ou voos que perdi porque bebi muito e não me apresentei. Me arrependo, porque sou profissional. Graças a Deus, nunca passei perto da morte, um acidente de carro.
Jô Inter treino (Foto: Tomás Hammes / GLOBOESPORTE.COM)Jô revela episódio que deixou de viajar em viagem da Libertadores no Inter (Foto: Tomás Hammes)

Existe um arrependimento específico?
- Teve um episódio no Inter que deixei de viajar para um jogo na Libertadores, que foi contra o The Strongest. Bebi um dia antes. O jogo era numa quarta-feira, íamos viajar numa segunda-feira. Acabou o jogo do (Campeonato) Gaúcho no domingo e fui beber. Saí e cheguei tarde em casa. E dormi. Estava separado na época. Até acordei no horário, mas de ressaca, não tinha como. E não fui. Muita coisa saia na mídia. Poderia ter me resguardado mais, minha família, minha esposa.
Mesmo com o extra campo conturbado, o Atlético-MG foi a redenção?
- Eu ando em Belo Horizonte e, graças da Deus, sou idolatrado, ovacionado. Pedidos de volta acontecem a toda hora e sempre agradecimentos por tudo que fiz no Atlético. Acho que já estava escrito. Uma coisa que me marcou foi quando o Pierre falou que, no final de 2014, não era a maneira certa que eu deveria sair do Atlético. A história que construí, em pouco tempo, o que fiz pelo Galo, Deus não ia permitir que eu saísse brigado, seis, sete meses sem fazer gols. Deus preparou 2015 para mim, o ano inteirinho, porque me batizei em novembro. Minha conversão, o Campeonato Mineiro, o gol do título e a minha venda para os Emirados Árabes: saí pela porta da frente.
Em outubro de 2014, seu pai disse temer pela sua carreira, que virasse "o novo Adriano". O que você pensa daquela declaração?
- Pai é um sentimento que... Hoje sou pai e entendo. Na época, fiquei chateado, mas pai é pai. Nunca quer ver o filho em situação de desespero. Até para chamar atenção, ele falou aquilo. Mas eu entendo perfeitamente, porque sempre vou querer o bem do meu filho e tudo que puder fazer por ele, vou fazer.
Jô brinca com filho de basquete no tempo livre em casa (Foto: Fabiano Sperandio)Jô brinca com filho de basquete no tempo livre em casa (Foto: Fabiano Sperandio)


Hoje sua família tem orgulho do novo Jô?
- Meu pai se via meio perdido por não poder ajudar. Eu não dava muita atenção para ele, falávamos por telefone, não convivíamos muito. Ele vinha uma, duas vezes no ano, porque eu não deixava, eu era uma pessoa muito difícil. Tudo queria fazer sozinho. Hoje ele se sente muito orgulhoso. Ele ainda não é cristão, mas um dia hei de levá-lo na igreja. Mas ele está muito feliz pelo filho, pelo pai, pelo homem que me tornei.
Você tem orgulho de ter se tornado um cara família?
- Hoje me sinto como uma criança com meu filho, o levo para treinar, levo minha esposa na academia. Fico com ele de manhã e consigo ter o papel de pai muito presente. Não que eu não fosse presente, mas não era participativo. Talvez a bebida ou outras situações. Hoje sou um marido melhor. Meu filho está crescendo, e o que mais um filho que é se espelhar no pai. E acho que o Pedro, quando crescer, vai pensar: “desde que eu me entendo por gente, meu pai sempre foi essa pessoa serena”.
Jô Seleção chegada Fortaleza (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)Jô estava na Seleção que disputou o Mundial do 2014  (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

Você estava no banco do Mineirão no jogo do 7 a 1, o que aconteceu naquele dia?
- O fato que eu acho que aconteceu foi a preparação, porque a gente jogou dois jogos anteriores, oitavas de final e quartas de final contra Chile e Colômbia, dois times sul-americanos. É guerra. Sei por que joguei Libertadores. Joguei na Europa e sei que lá eles são mais frios. Saímos de duas guerras, tanto que o Neymar se machucou com uma porrada nas costas, que tirou ele da Copa. Fomos jogar contra a Alemanha. Todo mundo fala que os alemães são frios, calculistas. Então, você se prepara de outra maneira. No meu modo de ver, a gente deu um relaxada. Pensamos: "agora, não vai ter guerra, jogo vai ser mais morno teoricamente". Foi onde a gente se enganou. Entramos despreparados e eles atropelaram.

Qual a perspectiva de carreira? Retorno à Seleção? Ao Corinthians? Ao Atlético-MG?
- A vida mudou muito. Começo a deixar as coisas andarem pelo caminho do Senhor. Tenho 29 anos, mas tenho muita carreira. Alguns me chamam de velho, mas é porque comecei cedo. Tenho muito o que mostrar. Há um ano, confesso que não pensava em voltar para a Seleção. Coloquei na minha cabeça que vou jogar em alto nível. Se possível, voltar à Seleção. Ainda não posso negociar com ninguém, porque tenho contrato com o clube chinês. Por ética e porque está no final do ano. Quando começarem as férias, aí, sim, poderei começar a negociar, ficar aberto a qualquer clube do Brasil. Tenho desejo de voltar para o Atlético, para o Corinthians, onde eu tenho uma identificação muito grande. Mas sou profissional. 
É tão profissional que jogaria até no Cruzeiro?
- Qualquer clube, não. Vamos colocar aí como exceção o Cruzeiro. Claro que é muito difícil. Não posso cravar que um dia não jogaria, mas mancharia muito a minha passagem no Atlético, porque realmente foi uma passagem fantástica. Acho que não estaria preparado para isso. 
Jô brinca com filho de basquete no tempo livre em casa (Foto: Fabiano Sperandio)Atacante sonha em voltar ao Galo. Jogar no Cruzeiro? "Não estaria preparado"  (Foto: Fabiano Sperandio)

Polícia Federal deflagra operação mirando no grupo Aviões do Forró

Investigações apontam sonegação de impostos e lavagem de dinheiro

por

Solange e Xand, da banda Aviões do Forró - Reprodução

RIO – No início da manhã desta terça-feira, a Polícia Federal, em ação conjunta com a Receita Federal, deflagrou uma nova operação contra fraudes no imposto de renda e lavagem de dinheiro que teriam sido cometidas por empresários do setor do entretenimento, responsáveis pelo agenciamento de bandas de forró e casas de show no estado do Ceará. A operação, batizada de For All, mira no grupo empresarial A3 Entretenimento, que administra, entre outras bandas, o grupo Aviões do Forró.

Procurada pelo GLOBO, a banda enviou comunicado oficial: "A Banda Aviões do Forró informa que está à disposição da Polícia Federal e da Justiça e que colaborará com todos os questionamentos em relação à operação". Segundo os porta-vozes, o mesmo vale para a A3 Entretenimento. Criada em 2002, a Aviões do Forró é um dos maiores nomes do gênero no Brasil, com cerca de 30 shows por mês, e turnês pelos Estados Unidos e Europa. Na noite desta terça-feira, o grupo tem uma apresentação agendada em Floriano, no Piauí, que segue inalterada.
— Essa investigação vem acontecendo há dois anos, em parceria com a Receita Federal, e teve início pelas incongruências encontradas no imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas do ramo do entretenimento — explica Dora Lúcia Oliveira de Souza, delegada de polícia federal no Ceará responsável pela operação, em entrevista ao GLOBO.

–– ADVERTISEMENT ––
Segundo as investigações da Polícia Federal, há indícios de que os integrantes da organização evitavam o pagamento de impostos ao fornecer dados falsos ou omitindo dados relevantes em suas declarações de imposto de renda pessoa física e jurídica. O grupo ainda adquiria bens, como veículos e imóveis, sem declarar à Receita Federal. Os imóveis foram bloqueados e os automóveis serão apreendidos. De acordo com a delegada, os valores informados dos cachês dos shows das bandas envolvidas no caso, bem como a quantidade de shows, eram bem menores que os praticados.
— Confirmamos isso através da agenda de shows das bandas, informações disponíveis ao público. Quanto aos cachês, de acordo com informações publicadas no Diário Oficial, obrigatórias quando essas bandas são contratadas por órgão públicos, constatou-se que nem 30% do valor recebido era declarado.
As investigações preliminares da Polícia Federal apontam um prejuízo aos cofres públicos de R$ 121 milhões entre os anos de 2012 e 2014:
— Isso só em shows. Excluem-se desse valor as vendas de CDs, cotas de patrocínio e ganhos com publicidade, entre outros. Contando com todas as bandas e empresas que fazem parte do grupo, foram sonegados R$ 500 milhões.
De acordo com a comunicação da PF, cerca de 260 policiais federais e 35 auditores estão cumprindo 76 mandados judiciais, sendo 32 de condução coercitiva e 44 de busca e apreensão nas cidades de Fortaleza e Russas, no Ceará, e Souza, na Paraíba. Entre os alvos, estariam os cantores Solange Almeida e José Alexandre, conhecido como Xand Avião.
Também foram encontradas divergências sobre movimentações bancárias incompatíveis com os rendimentos declarados, pagamentos elevados em espécie, além das diversas variações patrimoniais. No decorrer da investigação, foram identificados indícios de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e associação criminosa, informa a PF.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/cultura/musica/policia-federal-deflagra-operacao-mirando-no-grupo-avioes-do-forro-20307448#ixzz4NRyv96dj
© 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Sucessor de Beltrame assume Seseg com dívida de R$ 100 milhões

Dívida da pasta somada a de polícias Civil e Militar chega a R$ 500 milhões.
Roberto Sá toma posse com missão de motivar, apesar de salários atrasados.

Marco Antônio MartinsDo G1 do Rio
Roberto Sá, novo secretário de Segurança Pública do RJ (Gnews) (Foto: GloboNews)Roberto Sá, novo secretário de Segurança Pública do RJ (Foto: Reprodução/GloboNews)
O novo secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, de 49 anos, toma posse nesta segunda-feira (17) numa pasta com dívida de R$ 100 milhões. Técnicos do governo calculam que, se juntar esse valor com o déficit das polícias Civil e Militar, o rombo atinge R$ 500 milhões. A maior parte da dívida se refere a atrasos no pagamento de fornecedores de equipamentos para as polícias e a contas que não foram pagas.
Além de gerir os gastos, o novo secretário precisará administrar duas polícias sem previsão de pagamento de salários para o fim do ano. A cerimônia de posse está marcada para esta manhã no Palácio Guanabara, sede do governo do Rio.
Na ocasião, o substituto de José Mariano Beltrame deve anunciar o novo chefe da Polícia Civil, em substituição ao delegado Fernando Veloso, e o novo comandante da Polícia Militar, que entrará no lugar do coronel Edson Duarte – a saída de Edson ainda não foi anunciada. Desde quinta-feira (13), Sá ouviu delegados e coronéis da PM na sede da Secretaria no Centro do Rio.
Motivação sem investimento
Nas conversas com os candidatos, Roberto Sá falou da intenção de retomar o programa de metas, implantado durante a gestão Beltrame, que media o desempenho dos policiais e dava prêmios a quem atingisse metas estipuladas pela secretaria.
A escolha dos nomes também passa por definir quem está mais apto a cobrar desempenho dos agentes. O secretário procurou por um gestor capaz de motivar as tropas sem previsão de investimento neste fim de ano.
Até sexta (14), a dívida apenas da Secretaria de Segurança estava em R$ 100 milhões, de acordo com a Secretaria de Fazenda do Rio. Toda a área de segurança estadual, reunindo as polícias, a administração penitenciária e os bombeiros, tem uma dívida que chega a R$ 1 bilhão.
Perfil
Roberto Sá ocupou a Subsecretaria Operacional da Secretaria de Segurança do Rio durante toda a gestão Beltrame. Sá foi major da Polícia Militar do Rio.
Após se envolver em um caso de auto de resistência na favela de Manguinhos, na Zona Norte do Rio, deixou o Bope (Batalhão de Operações Especiais) e passou a ser lotado em outras instituições. Entre elas, a Assembleia Legislativa (Alerj).
Aprovação de Cabral
O policial integrou a segurança do Legislativo do Rio durante a presidência do então deputado Sérgio Cabral. O ex-governador deu aval ao nome de Sá para substituir Beltrame.
Formado em Direito pela PUC-Rio, Roberto Sá entrou na Polícia Federal em 2004. Passou dois anos na Superintendência da PF no Acre, antes de vir para a equipe de Beltrame, em 2007.
Em 2014, foi indicado por Cabral para ser secretário de Segurança do Espírito Santo, mas não aceitou o convite do governador Paulo Hartung (PMDB). Na mesma época, Beltrame indicou o auxiliar para assumir a Segurança nos estados do Ceará e do Rio Grande do Sul. Novas recusas, até aceitar a proposta na semana passada.
Roberto Sá é casado com uma professora e tem duas filhas universitárias.

domingo, 16 de outubro de 2016

Governador envia à ALRN projeto que beneficiará pequenos produtores

O projeto de Lei da Agroindústria Rural, que vai facilitar a legalização e regularização de pequenas agroindústrias, será entregue pelo governador Robinson Faria ao presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira de Souza, na próxima terça-feira (18). O anúncio foi feito hoje durante um evento promovido pela Associação Norte-Rio Grandense de Criadores (Anorc) para os produtores rurais, na 54ª Festa do Boi, na tarde desta sexta-feira (14).
“Esse projeto vai permitir que os nossos produtores possam competir com os grandes produtores rurais do Brasil”, explicou Robinson Faria. O projeto vai ajudar diretamente os produtores de carne, frango, leite, pescado, mel e ovos, que atualmente estão submetidos às regras sanitárias federais, que são dissociadas da realidade local e criadas para agropecuaristas.
O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, reforçou a importância da agroindústria para o estado. “É uma atividade extremamente relevante para nossa economia. Precisamos apoiar os produtores”, lembrou.
A regulamentação foi elaborada pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária (Idiarn) e facilitará o processo de obtenção de certificações técnicas e sanitárias para a produção e a comercialização dos produtos. “Essa é uma lei que vai para proteger o produtor local. A mudança vai gerar mais empregos e renda”, enfatizou o governador.
Durante o evento, o governador ainda entregou caminhões, tratores e animais adquiridos por produtores rurais por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) financiado pelo Banco do Brasil.
 “A festa é tradicional no estado, e a Anorc reconhecer que algumas pessoas contribuem para ela é uma forma de estimular essa cadeia produtiva do agronegócio”, agradeceu Robinson Faria pelo reconhecimento da Associação de Criadores.

Temer diz em evento dos Brics que economia do país está se recuperando

Na Índia, presidente participou de encontro de cúpula do grupo.
Ele enfatizou aos demais líderes medidas de ajuste fiscal no Brasil.

Do G1, em Brasília
 O presidente Michel Temer fez discursos neste domingo (16) em eventos do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) nos quais buscou enfatizar que a economia brasileira está se recuperando e que o país adotou medidas de responsabilidade fiscal para conter o rombo nas contas públicas. Aos chefes de estado dos demais países do grupo, o presidente afirmou que o Brasil começa a "entrar nos trilhos".
As falas do presidente ocorreram em reuniões que fazem parte do encontro de cúpula dos Brics, realizado neste fim de semana na cidade de Goa, na Índia. No primeiro evento do dia, uma reunião privada com os chefes de estado da China, Rússia, Índia e África do Sul, o presidente ressaltou medidas de seu governo para retomada do crescimento e a melhora em alguns indicadores econômicos.
Temer, ao lado de Vladimir Putin, da Rússia, participou de reunião dos chefes de estado dos Brics (Foto: Isac Nóbrega/PR)Temer, ao lado de Vladimir Putin, da Rússia, participou de reunião dos chefes de estado dos Brics (Foto: Isac Nóbrega/PR)
"Já começamos a colher os frutos. O Brasil começa a entrar nos trilhos. As previsões para a economia brasileira em 2017 já melhoraram. O Fundo Monetário Internacional estima o fim da recessão e a volta do crescimento do PIB brasileiro no próximo ano. A inflação tem cedido e, em setembro passado, tivemos o menor índice para o mês desde 1998. Já é possível verificar positiva reversão de expectativas, com decidida elevação nos níveis de confiança dos agentes econômicos", afirmou Temer.
Mais tarde, em eventos com os mesmos chefes de estados e com empresários que formam o Conselho Empresarial dos Brics, Temer voltou a defender a ideia de recuperação da economia brasileira e convidou os executivos a investirem no país.
"Com as primeiras medidas adotadas, posso assegurar, que já podemos constatar sinais da volta de confiança. A inflação, que sabemos todos, dá sinais de desaceleração. Os índices de confiança da indústria e do consumidor registram altas.Convido, portanto, as empresas dos países do BRICS a investirem no Brasil", disse o presidente.
Nos dois eventos do dia, Temer citou o programa de parcerias com a iniciativa privada lançado pelo governo, que contempla obras na área de infraestrutura, como portos e rodovias.
"Estamos empenhados em melhorar o ambiente de negócios. Vamos desburocratizar processos, reduzir custos de operação e zelar pela previsibilidade e pela segurança jurídica. Lançamos já, o Programa de Parcerias de Investimentos fundado em regras estáveis. São 34 projetos iniciais nas áreas de portos, aeroportos, rodovias, ferrovias, energia, óleo e gás. As agências reguladoras voltarão a ter papel efetivo de supervisão", afirmou o presidente para os chefes de estado e empresários.
Os presidentes do Brasil, Michel Temer; da Rússia, Vladimir Putin, o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, e os presidentes da China, Xi Jinping; e da África do Sul, Jacob Zuma, em foto oficial da Cúpula dos BRICS em Goa, na Índia (Foto: AFP Ohoto)Os presidentes do Brasil, Michel Temer; da Rússia, Vladimir Putin, o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, e os presidentes da China, Xi Jinping; e da África do Sul, Jacob Zuma, em foto oficial da Cúpula dos BRICS em Goa, na Índia (Foto: AFP Ohoto)
Ajuste
Temer ainda enfatizou em seus discursos a intenção do governo de sanear o rombos nas contas públicas por meio de medidas de ajuste fiscal, como a PEC do teto dos gastos e a reforma da Previdência. A expressão "responsabilidade fiscal" foi repetida algumas vezes pelo presidente.
"Responsabilidade fiscal é, para nós, um dever maior e tarefa urgente. É dever maior porque, sem ela, põem-se em risco os avanços sociais do Brasil. É tarefa urgente porque o desarranjo das contas públicas é a causa-mor da crise que enfrentamos", afirmou Temer.
Parceria com asiáticos
No final do dia no horário local da Índia (9 horas à frente do horário de Brasília) Temer participou de um encontro de cúpula ampliada, entre os Brics e chefes de estado do BIMSTEC, grupo que reúne Bangladesh, Butão, Índia, Myanmar, Nepal, Sri Lanka e Tailândia.
No último discurso do dia, o presidente ressaltou a intenção do Brasil em aumentar as relações comerciais com os países asiáticos.
"A Ásia é região de abundante e preciosos recursos humanos e culturais. É a área de maior dinamismo econômico do Planeta.Sobretudo em período no qual nos concentramos na retomada do crescimento, desejamos intensificar relações com nossos amigos asiáticos e, certamente, com cada um dos países aqui reunidos", disse Temer.
Ele defendeu maior integração entre os países e a intensificação do comércio. Para Temer, o protecionismo e a criação de barreiras não são eficiente para lidar com os desafios que o mundo hoje enfrenta.
"Como tenho dito, o sistema internacional experimenta um déficit de ordem. Conflitos prolongam-se. O terrorismo continua a ceifar vidas mundo afora, com brutalidade desconcertante. Os crimes transnacionais geram níveis de violência inaceitáveis. Pressões sociais alimentam a tentação do isolacionismo – como se crescimento e empregos dependessem de menos, e não mais, intercâmbio entre os povos", afirmou o presidente.
"O sistema internacional simplesmente não se mostra equipado para lidar com esses imensos desafios", completou.

sábado, 15 de outubro de 2016

Juiz Cláudio Mendes diplomará eleitos de Mossoró no dia 16 de dezembro
Cláudio Mendes comandará solenidade de diplomação no Teatro Dix-Huit Rosado
Cláudio Mendes comandará solenidade de diplomação no Teatro Dix-Huit Rosado

Juiz Cláudio Mendes diplomará eleitos de Mossoró no dia 16 de dezembro

O juiz da 34ª. Zona Eleitoral, Cláudio Mendes Júnior, diplomará os candidatos eleitos em 02 de outubro na cidade de Mossoró, em solenidade marcada para o próximo dia 16 de dezembro.
A solenidade ocorrerá no Teatro Dix-Huit Rosado às 19h, e oficializará os mandatos da prefeita eleita Rosalba Ciarlini, da vice Nayara Gadelha, e dos 21 vereadores eleitos.
Os eleitos serão diplomados para mandatos que serão cumpridos no quadriênio de 2017 a 2020. Além da vice-prefeita eleita, Nayara Gadelha, outros 11 nomes serão diplomados como vereadores pela primeira vez, com destaque para nomes como o da ex-deputada federal Sandra Rosado (PSB).
A prefeita Rosalba Ciarlini será diplomada para o quarto mandato como prefeita de Mossoró após obter 67.476 votos e vencer a disputa contra Sebastião Couto, Gutemberg Dias e Josué Moreira.
O juiz de direito Cláudio Mendes Júnior encontra-se como titular da 34ª Zona Eleitoral, com sede e jurisdição em Mossoró/RN, pelo biênio 2015/2017.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Juiz da Paraíba libera vaquejada por entender que não há maus tratos

O juiz Max Nunes de França, da Comarca de Campina Grande, na Paraíba, negou um pedido de suspensão de uma vaquejada em Campina Grande por entender que não há maus tratos contra qualquer animal durante a prática do esporte.
Na decisão, o magistrado destacou que o conceito de crueldade ao animal está ligado ao fato de causar sofrimento, o que não acontece atualmente com as vaquejadas que possuem um regulamento voltado exatamente para o bem-estar do animal.
"Os regulamentos que são seguidos para organização das vaquejadas atualmente apontam elementos que indicam a preocupação com o bem-estar do animal, impedindo a prática de açoites e utilizando equipamentos na cauda do animal para minorar os riscos de lesão. Ademais, a queda final é feita em terreno arenoso com indicação também de riscos reduzidos e [as vaquejadas] contam com equipe de veterinários para intervenção imediata", disse.
O juiz Max Nunes de França também destacou que o acórdão do Supremo Tribunal Federal (STF), que considerou inconstitucional a lei cearense que regulamentava o esporte, ainda não foi publicado e que o próprio Supremo já proferiu várias decisões afirmando que é obrigação do Estado garantir a todos o pleno exercício dos direitos culturais, inclusive, incentivando a manifestação.
Para o presidente da Associação dos Vaqueiros Amadores do Rio Grande do Norte (Assovarn), Paulo Saldanha, a decisão do juiz é sensata porque analisa os regulamentos aplicados atualmente. "Hoje nosso regulamento é focado exatamente no bem-estar dos animais. O juiz nem falou, mas os animais ficam em coxos com bebida e alimento disponível, eles são intocáveis, abolimos as esporas, animais com lesão desclassificam o vaqueiro. Enfim, todo um trabalho voltado para o animal. Quem fala que vaquejada maltrata animal, não conhece a realidade do esporte", completou.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016




                                            Dia de visitar Santa Rita de Cássia em Santa Cruz

Teatro Dix Huit Rosado receberá fábula dividida entre sacrifícios e superações Teatro Dix Huit Rosado receberá peça no dia 23 de agost...